Sorocaba e Região

Relatório final da Comissão Processante recomenda cassação de Crespo

O documento foi entregue nesta terça-feira (30) ao presidente da Câmara de Sorocaba
Comissão Processante sugere a cassação do prefeito José Crespo
Os vereadores Luís Santos, Fernando Dini, Hudson Pessini e Silvano Junior na Câmara de Sorocaba. Crédito da foto: Cortesia (30/7/2019)

Com divergência no voto, o relatório final da Comissão Processante que investiga o prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), emitiu parecer pela cassação do chefe do Executivo. O vereador Luís Santos (Pros), membro da Comissão, votou contra a cassação.

A conclusão foi entregue ao presidente da Câmara de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB), às 11h15 desta terça-feira (30). O fato ocorreu um dia antes da data inicial prevista.

Logo após a entrega do relatório final, uma reunião ocorreu na sala da presidência da Câmara de Sorocaba. Dini afirmou que pretende seguir o rito e espera convocar os vereadores para a sessão extraordinária na quinta-feira (1), como adiantou o Cruzeiro do Sul na segunda-feira (29). Dini ainda salientou que o prazo final para a Comissão é dia 3, no próximo sábado, e não no dia 4, como anteriormente informado pela própria Comissão.

Leia mais  Crespo é indiciado pela Polícia Civil por crimes no caso do voluntariado

 

O relator vereador Hudson Pessini (MDB) passou a noite trabalhando no relatório, juntamente com membros do Jurídico da Câmara de Sorocaba. O presidente da Comissão Processante, vereador Silvano Júnior (PV), também passou a noite no Legislativo.

Relatório final da Comissão Processante recomenda cassação de Crespo
José Crespo é prefeito de Sorocaba. Crédito da foto: Fernando Abreu / Secom (26/7/2019)

Sobre a divergência no voto de Luís Santos, vencido pelos demais membros, o parlamentar alegou que não concordou com a falta do depoimento de um dos convidados. Dini pediu respeito ao voto divergente.

Crespo é investigado por suposta infração político-administrativa no caso do voluntariado na Prefeitura de Sorocaba, envolvendo a ex-servidora comissionada Tatiane Polis. (Marcel Scinocca)

Comentários

CLASSICRUZEIRO