Sorocaba e Região

Marinho Marte não pode retornar à Câmara de Sorocaba, diz promotor

Marinho Marte estava afastado de suas funções por determinação judicial desde março de 2018
Marinho não pode retornar à Câmara, diz promotor
Vereador está afastado por determinação judicial. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (2/2/2015)

A possibilidade de o vereador afastado Marinho Marte (PPS) retornar à Câmara de Sorocaba é nula, ao menos até esta terça-feira (6). A informação foi passada pelo promotor Orlando Bastos, responsável por um inquérito no Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).

O motivo é a suposta cobrança de parte dos salários de assessores do seu gabinete, em legislatura anterior a iniciada em 2017. Marinho Marte foi exonerado do cargo de secretário na Prefeitura de Sorocaba na sexta-feira (2). Ele estava afastado de suas funções por determinação judicial desde março de 2018.

“Está afastado de todas funções públicas. Nada se altera com sua exoneração”, explica Bastos. Ainda conforme o promotor, por ora não há possibilidade de mudanças. “No processo no qual foi afastado, já recorreu tudo que podia e a exoneração não muda nada. Peticionar nos autos é sempre possível, mas os fatos recentes não representam qualquer alteração em sua situação. Foi afastado para resguardo das testemunhas, e a situação continua a mesma, estando na prefeitura ou não. Uma coisa não tem qualquer relação com a outra”, acrescenta.

Leia mais  Jaqueline Coutinho exonera Zuliani e Marinho Marte, secretários afastados

 

Ainda conforme Bastos, no processo há questões sobre a quebra da liminar a serem decididas. “Depois se inicia fase de produção de provas.

Pelo momento, Marinho está afastado da Câmara, até que haja decisão de primeiro grau”, lembra. O Cruzeiro do Sul tenta contato com Marinho Marte desde sexta-feira, mas sem sucesso. O mesmo ocorreu ao tentarmos contatar sua defesa. (Marcel Scinocca)

Comentários