Sorocaba e Região

EMTU convoca empresa para socorrer linhas da Viação São Roque

Rápido Campinas vai realizar parte das viagens entre São Roque, Alumínio, Mairinque e Ibiúna
Rápido Campinas vai socorrer linhas da Viação São Roque durante greve. Crédito da Foto: Divulgação

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) determinou à empresa Rápido Luxo Campinas (RLC) que realize parte das viagens intermunicipais que não estão sendo cumpridas pela Viação São Roque (VSR) a partir desta quarta-feira (9). A Viação São Roque está em greve há 18 dias.

Leia mais  Funcionários da empresa Viação São Roque iniciam greve

 

A situação foi oficializada por comunicado da Rápido Luxo endereçado aos usuários das linhas de ônibus entre São Roque, Alumínio, Mairinque e Ibiúna, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

A Rápido Luxo Campinas passará a operar parte dos horários de sete linhas por intermédio do Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese).

As linhas são: Mairinque (Jardim Cruzeiro) a São Roque; Mairinque (Jardim Cruzeiro) a São Roque via Marginal; Mairinque (Jardim Cruzeiro) a São Roque via Jardim Villaça / rodovia Raposo Tavares; Mairinque a São Roque via Araçariguama; São Roque a Ibiúna; São Roque a Alumínio (Bairro Pedágio) e Alumínio (Bairro Pedágio) a São Roque (Catarina Fashion Outlet) via Araçariguama.

A divisão das linhas não é definitiva e a distribuição da frota foi determinada pela EMTU. Nos dias úteis, deverão estar em circulação sete veículos da Viação São Roque e oito da Rápido Luxo. A VSR deverá ter seis ônibus em circulação aos sábados e cinco aos domingos e feriados, com mais quatro da RLC durante os dois dias do fim de semana.

A EMTU informou que os créditos contidos nos cartões da Viação São Roque não serão aceitos na frota complementar da Rápido Luxo.

Greve

Uma nova audiência de conciliação entre os representantes da Viação São Roque e do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região está agendada para quinta-feira (10) no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15), em Campinas.

Na segunda-feira (8), os trabalhadores recusaram a proposta de pagamento parcelado dos valores referentes ao tíquete-refeição, férias, participação nos lucros e resultados (PLR), FGTS e INSS atrasados e mantiveram a greve. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO