Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Apesar da fase vermelha, Campeonato Paulista não deve parar

03 de Março de 2021
Marina Bufon [email protected]

Corinthians tem semana livre para treinar Vagner Mancini prepara o time para uma maratona de jogos no Brasileirão. Crédito da foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians (5/2/2021)

O Estado de São Paulo regredirá à fase vermelha do plano de contenção do coronavírus a partir do próximo sábado (6) até o dia 19 de março, conforme informado nesta quarta-feira (3) pelo governador João Dória (PSDB), em entrevista coletiva. Mesmo assim, o futebol paulista não irá parar.

A fase vermelha é a mais restritiva possível, com abertura apenas de estabelecimentos considerados essenciais, casos dos supermercados, hospitais e farmácias. Porém, em contato com a reportagem, a Federação Paulista de Futebol, responsável pela organização do Campeonato Paulista, informou que não o futebol não está incluído no anúncio.

"As competições organizadas pela FPF estão mantidas, seguindo o rigoroso protocolo de saúde aprovado pelo Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo. A informação foi confirmada hoje durante entrevista coletiva concedida pelo Governo do Estado", diz o comunicado enviado.

Desde o ano passado, o futebol brasileiro vem seguindo protocolos de saúde, com testagem frequente de atletas e comissões técnicas, isolamento em casos positivos e acompanhamento diário de todos envolvidos no dia a dia dos clubes, seguindo modelos internacionais. Além disso, desde março de 2020, os torcedores estão proibidos de assistirem seus times nos estádios. Mesmo assim, alguns surtos já foram vistos dentro de diversos times no Brasil.

A segunda rodada do Paulistão teve início na última terça-feira (2), no empate entre Mirassol e Novorizontino por 1 a 1. Nesta quarta, Corinthians e Palmeiras se encontram na Neo Química Arena, às 19h, sendo que o Alvinegro teve oito casos confirmados de atletas com coronavírus um dia antes do compromisso. Outro clássico também está marcado: Santos e São Paulo se encontram no sábado (6), às 19h, no estádio do Morumbi.

Além do estadual, a cidade de São Paulo também receberá a final da Copa do Brasil, no próximo domingo (7), às 18h, entre Palmeiras e Grêmio. Na ida, o Alviverde venceu por 1 a 0, em Porto Alegre.

O Plano São Paulo regride à fase vermelha no momento mais sensível da pandemia, que bateu ontem (2) o recorde de mortes em 24 horas, 1.726 vidas perdidas, e também na média móvel, de 1.274. Em São Paulo, foram 468 mortes nas últimas 24 horas, também recorde. (Marina Bufon)