Esporte São Bento

Alecsandro deixa sua marca na estreia pelo São Bento

Camisa 9 cumpriu "promessa" e balançou a rede já na primeira partida pela sua nova equipe
Alecsandro cabeceia para marcar seu primeiro gol pelo São Bento. Crédito da Foto; Jesus Vicente / Repórter Autônomo
Alecsandro cabeceia para marcar seu primeiro gol pelo São Bento. Crédito da Foto: Jesus Vicente / Repórter Autônomo

Contratado para ser o “homem-gol” do São Bento na temporada 2019, o atacante Alecsandro, ex-Internacional, Palmeiras e Coritiba, já mostrou a que veio logo na estreia. De cabeça, ele anotou o gol do Azulão no empate por 1 a 1 com o Botafogo-SP, na manhã deste domingo (20), no Estádio Santa Cruz, Ribeirão Preto.

Em entrevista antes do jogo, Alecsandro já havia avisado: “Se eu tiver duas chances de gol seguidas, em uma delas eu coloco para dentro. Eu não perco duas”. Assim foi, e nem precisou da segunda. O Azulão perdia por 1 a 0 quando Alex Maranhão cobrou escanteio e mandou a bola para a área, aos 10 minutos do segundo tempo; Alecsandro se desvencilhou da marcação e cabeceou para dentro da meta do ex-são-bentista Rodrigo Viana.

Leia mais  Técnico do São Bento elogia estreia contra o Botafogo

 

“O Maranhão é bom cobrador de bola parada e com ele estamos bem servidos. A semana (antes do jogo) foi importante para conversarmos como ele podia bater escanteios, pois eu vou bem na bola. Foi uma felicidade achar o tempo certo para fazer o gol”, descreveu, à rádio Cruzeiro FM 92,3.

Maior aquisição do São Bento para a nova temporada, o camisa 9 chama a atenção dos zagueiros em campo. E espera tirar proveito disso em nome do coletivo. “No lance do gol estavam me marcando individualmente e tive a felicidade de fazer um drible e escapar. Mas também vai ter horas em que quem vem de trás terá a chance de ajudar.”

“Fominha”

O Azulão volta à campo na quinta-feira (24), às 19h15, recebendo o Santos no Walter Ribeiro (CIC). Será o primeiro jogo da equipe diante de sua torcida em 2019 e, se depender do centroavante, ele estará em campo como titular.

“Sou fominha e não quero sair”, avisou, dizendo que não gostou da substituição feita pelo técnico Marquinhos Santos no segundo tempo. Aos 32 minutos, Alecsandro deu lugar a Mazola. “Foi opção do técnico, mas quero uma explicação.” (Eric Mantuan)

Comentários