Sorocaba e Região

Votorantim inicia mutirão de cirurgias eletivas no hospital municipal

Objetivo é atender 400 pacientes que tiveram as cirurgias eletivas canceladas por conta da pandemia de Covid-19
Leitos pré e pós-operatório no Hospital Municipal Dr. Lauro Roberto Fogaça. Crédito da foto: Divulgação / Prefeitura de Votorantim

A Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou nesta segunda-feira (1) o mutirão de cirurgias eletivas no Hospital Municipal Dr. Lauro Roberto Fogaça. Sete operações de postectomia serão realizadas em crianças durante o dia.

O mutirão pretende atender uma demanda reprimida do município de aproximadamente 400 pacientes à espera de uma intervenção. Essas cirurgias eletivas não vinham sendo realizadas devido à pandemia do novo coronavírus.

Uma das primeiras cirurgias da manhã foi realizada em uma criança de 4 anos de idade. Segundo a doméstica Marcia Aparecida Silva, 38, mãe do paciente, todo o procedimento foi feito dentro do esperado. “Ele está bem. Deu tudo certo”, comemora.

Segundo Marcia, o pedido de cirurgia havia sido marcado no fim do ano passado. Ela e o filho chegaram ao hospital às 5h, foi feito o procedimento e por volta das 9h a criança já estava na ala pós-cirúrgica.

Mudanças no atendimento

Para suprir a demanda de cirurgias eletivas, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Materno Infantil – anexada ao hospital – deixou nesta segunda-feira de atender temporariamente crianças e jovens de 0 a 13 anos de idade. A estrutura será usada pelo hospital municipal para a instalação de 11 leitos clínicos cirúrgicos. O espaço vai receber pacientes pré e pós-cirúrgicos.

Leia mais  Votorantim inicia cadastro para pessoas de 68 anos receberem vacina

Segundo a Secretaria de Saúde, o novo espaço do hospital municipal não precisará de adequações e nem da aquisição de equipamentos. O trabalho será desenvolvido por médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem da própria instituição de saúde.

Já o atendimento às crianças foi direcionado à UPA do Parque Jataí. Uma ala será destinada especialmente aos pacientes de até 13 anos de idade.

Antes da criação da Materno Infantil, a UPA do Jardim Jataí já fazia o atendimento às crianças. Segundo a Secretaria de Saúde, a unidade tem estrutura para receber a demanda de pacientes.

O objetivo da Secretaria de Saúde é, após a pandemia do novo coronavírus, transformar o espaço do então Materno Infantil em UPA Central. A ideia é reformular as redes de emergência e urgência para atender de forma eficiente e com qualidade toda a população de Votorantim.

Leia mais  Megaferiado exigiu adequação trabalhista

Essa reformulação poderá começar após a queda de casos e internações por coronavírus no município. Consequentemente, os leitos Covid-19 serão desativados e darão lugar aos leitos clínicos, com autorização da Secretaria Estadual de Saúde e baseado no Plano São Paulo. (Da Redação, com informações da Prefeitura de Votorantim)

Comentários