Sorocaba e Região

Sindicalistas sorocabanos são presos suspeitos de incendiar ônibus no Paraná

Os foragidos estavam escondidos em uma chácara na área rural de Tapiraí
Os foragidos estavam escondidos em uma chácara . Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (05/11/2020)

A Polícia Civil prendeu quatro integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Sorocaba, na manhã desta quinta-feira (18), na área rural de Tapiraí.

O grupo era procurado pela Justiça por suspeita de participação em incêndios de ônibus do transporte coletivo da cidade de Sarandi, no Estado do Paraná, em dezembro de 2020.

Os foragidos estavam escondidos em uma chácara e foram presos durante uma operação realizada pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic).

Eles tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça do Paraná. O grupo é suspeito de ter invadido a garagem da concessionária de transporte e ateado fogo nos ônibus, segundo investigações da equipe.

Operação Ludismo

Em dezembro de 2020, uma outra operação, denominada Ludismo, foi deflagrada com o cumprimento de mandados de busca e prisão em cidades do Paraná e do interior de São Paulo.

Leia mais  Fila por internação e UTI diminui na cidade, mas ainda preocupa

No dia 11 de dezembro, houve cumprimento de mandados na região de Sorocaba, envolvendo supostos sindicalistas de Sarandi e de Votorantim.

Conforme informações da Polícia Civil do Paraná, também ocorreu cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisão na região de Maringá, em Sorocaba e em Votorantim. (Da Redação)

Comentários