Sorocaba e Região

Regionalização de voos da Azul não contempla Sorocaba

O aeroporto é uma das referências em manutenção de aeronaves e, recentemente, teve inaugurada a torre de controle
Regionalização de voos da Azul não contempla Sorocaba
Aeroporto local não recebe voos regulares desde 2007. Crédito da foto: Fábio Rogério (17/8/2020)

Mesmo com histórico de transporte de passageiros, uma torre de controle recém-inaugurada e um terminal que apresenta pouco movimento, Sorocaba ficou de fora dos planos de Azul Linhas Aéreas no processo de regionalização da empresa, efetivado na semana passada com a criação da Azul Conecta. A proximidade com Viracopos foi o principal motivo.

Dessa forma, a nova empresa terá sede em Jundiaí, onde já funcionava a TwoFlex, comprada pela Azul em maio deste ano. Além de Jundiaí, Campinas e Marília terão rotas no estado de São Paulo.

No Pará, por exemplo, além da capital, Belém, a empresa voará para Almeirim, Altamira, Breves, Itaituba, Monte Alegre, Monte Dourado, Óbidos, Oriximiná, Porto de Moz, Porto Trombetas e Santarém.

Azul Conecta

A Azul Conecta também terá voos em oito cidades dos estados de Manaus e Mato Grosso.

Assim, a empresa utilizará 17 aeronaves Cessna Gran Caravan, um turboélice monomotor com capacidade de até nove assentos.

Leia mais  Dupla é detida empurrando carro após furto em Sorocaba

À reportagem, entretanto, a Azul afirmou que não tem previsão de operar com a Conecta em Sorocaba, “até por conta da proximidade da cidade com o aeroporto de Viracopos, que é a maior base de operações no País do grupo Azul.”

Conforme o São Paulo Aeroportos, vinculado à Secretaria de Logística e Transportes do Governo do Estado de São Paulo, o Aeroporto Estadual de Sorocaba Bertram Luiz Leupolz apresentou movimento de 43,6 mil passageiros em 2019, entre embarques e desembarques.

Sétimo mais movimentado

A média é de 3,6 mil passageiros por mês, portanto é o sétimo mais movimentado entre os administrados pela instituição.

O local já teve voos regulares operados pela extinta TAM (atual Latam) no final da década de 1990. Contudo, em 2003, essas rotas passaram a ser operadas pela OceanAir. Em 2007 elas foram desativadas, quando já eram operadas pela Avianca.

Leia mais  Procurado pela Justiça é preso no bairro Vitória Régia

O aeroporto de Sorocaba é uma das referências em manutenção de aeronaves e teve inaugurada em julho deste ano a torre para voos controlados. O investimento foi de cerca de R$ 21 milhões. (Marcel Scinocca)

Comentários