Covid-19 Sorocaba e Região

Audiências públicas e sessões solenes estão suspensas na Câmara de Sorocaba

A iniciativa visa tentar evitar a transmissão do coronavírus entre os usuários da Casa Legislativa
CPI do Voluntariado tem mais depoimentos
Câmara Municipal de Sorocaba. Crédito da foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS (18/4/2016)

Atualizada às 13h36

A Câmara de Sorocaba suspendeu parte de suas atividades em função do avanço do coronavírus no País. A decisão foi comunicada no início da tarde desta quinta-feira (12) pelo presidente do Legislativo, o vereador Fernando Dini (MDB).

Dentre as medidas, estão suspensas, até 30 de abril, a realização de sessões solenes e audiências públicas. “Nós estamos tomando a medida, porque não estamos vendo a iniciativa da Secretaria Municipal da Saúde agir em relação aos possíveis casos na cidade Sorocaba”, comenta Dini.

Segundo ele, as sessões solenes e as audiências públicas, quando não obrigatórias, estão suspensas até 30 de abril. “Num primeiro momento, nós estamos dando a colaboração para evitar a proliferação do coronavírus”, diz.

Mais medidas

Ainda conforme o presidente, outras medidas poderão ser colocadas em práticas pelo Legislativo, caso a situação se torne mais alarmante. “Fizemos isso como uma precaução e como uma demonstração de colaboração com a cidade de Sorocaba. Não é motivo para alarde e desespero, ainda”, ressalta.

As sessões ordinárias e a presença da população na Câmara continuam normalmente. Audiências para tratar do orçamento, por exemplo, que são obrigatórias, serão mantidas.

Na próxima semana, um médico infectologista deverá comparecer à Câmara de Sorocaba dando informações de como os servidores poderão encarar a situação. O ato assinado por Fernando Dini foi decido em conjunto com a Mesa Diretora da Câmara.

Casos suspeitos

Até o momento, Sorocaba não tem nenhum caso confirmado do novo coronavírus, mas há cinco pacientes em investigação.  Dois deles, uma mulher de 59 anos e um homem de 36, têm histórico de contato com pessoa suspeita da doença.

O terceiro suspeito é um homem de 36 anos que recentemente fez uma viagem à Espanha. Outras duas mulheres, uma de 36 anos e outra de 62, possuem relato de viagem a vários países da Europa.

Todos apresentaram febre acompanhada de sintomas respiratórios leves e aguardam o resultado dos exames enviados ao Instituto Adolfo Lutz. (Marcel Scinocca)

 

Comentários