Sorocaba e Região

Ministro do Turismo participa de fórum do setor em Itu

Durante o evento, foi abordado o andamento de obras turísticas na região de Sorocaba
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Crédito da foto: Emídio Marques

(Atualizado às 12h30)

Itu, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), sedia na manhã desta sexta-feira (01) o 4° Fórum Brasileiro de Turismo. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o secretário estadual de Turismo, Vinícius Lummertz, estão entre os convidados.

Sobre a RMS, Lummertz declarou que trata-se de uma região pujante quando se fala em turismo e tem grande importância no Estado. “Mantemos um relação de parceria e cooperação com os municípios que integram a RMS”, disse.

Quando questionado sobre as obras do Trem Republicano, que ligaria Itu a Salto, e também da Casa do Turista de Sorocaba, o secretário afirmou que “não há nenhum problema em sua pasta”. De acordo com Lummertz, os atrasos de mais de um ano nas duas obras não foram comunicadas a sua gestão. “Todos os projetos estão em dia. Se há algum atraso em projetos iniciados antes da minha gestão, nós não fomos comunicados”, justificou.

Problemas relacionados a atrasos e paralisações de obras do setor de turismo em municípios da RMS foram apontados pelo Cruzeiro do Sul em várias ocasiões. Em todas as ocasiões, o governo estadual foi questionado e apontou suas justificativas. A última reportagem sobre o tema foi publicada em 11 de agosto deste ano.

Leia mais  Itu concorre ao Prêmio Top Destinos Turísticos 2019

 

Sobre a privatização do aeroporto de Sorocaba, o secretário afirmou que ainda não há projetos definidos. Disse, no entanto, que o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) vem realizando estudos. “Já demos início ao projeto de ampliação da malha aérea regional do interior paulista com voos de pequenas aeronaves”, disse.

Crédito da foto: Emídio Marques

 

Alckmin acredita em crescimento do turismo

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, falou de sua expectativa positiva com relação ao futuro do turismo no País. “O efeito das reformas serão sentidos a partir do ano que vem, e com a economia funcionando, o turismo se fortalece”, declarou.

Ainda de acordo com Alckmin, a economia brasileira deverá crescer até 3% no ano que vem. O ex-governador ponderou que esse crescimento deveria ter ocorrido já no ano passado, mas as eleições, a greve dos caminhoneiros e a delação premiada de Joesley Batista atrapalharam o desenvolvimento.

Ministro cita medidas adotadas

Em seu discurso, o ministro Marcelo Álvaro Antônio afirmou que tem tomado medidas para estimular o turismo no País, entre elas liberação de visto para turistas de países como Austrália, Japão e China. “No mês de agosto constatamos um aumento de 43% no número de turistas internacionais”, disse.

Antônio também falou dos benefícios de abrir o espaço aéreo para grupos internacionais. “Abrindo a concorrência, ganhamos a ampliação de destinos e barateamos a passagem.” Ele também disse que nos próximos três anos pretende, através da parceria com a iniciativa privada, implantar 15 novos portos e 30 terminais rodoviários.

Já ao final de sua fala, o ministro defendeu o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e classificou as últimas notícias envolvendo o presidente da República como “ataques descabidos”.

O evento é realizado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, presidida pelo deputado Herculano Passos. Estão presentes dezenas de políticos, entre deputados e secretários.

Secretário ignora obras atrasadas na RMS

Ministro do Turismo participa de fórum do setor em Itu
Participaram deputados, prefeitos e secretários, além de empresários e autoridades do setor. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (23/7/2019)

Quando questionado sobre as obras do Trem Republicano, que ligaria Itu a Salto, e também da Casa do Turista de Sorocaba, o secretário estadual do turismo Vinícius Lummertz afirmou que “não há nenhum problema em sua pasta.” De acordo com Lummertz, os atrasos de mais de um ano nas duas obras não foram comunicados a sua gestão. “Todos os projetos estão em dia. Se há algum atraso em projetos iniciados antes de assumir a secretaria, nós não fomos comunicados”, justificou.

Problemas relacionados a atrasos e paralisações de obras do setor de turismo em municípios da RMS foram apontados pelo Cruzeiro do Sul em várias ocasiões. Em todas elas o governo estadual foi questionado e apontou suas justificativas. A última reportagem sobre o tema foi publicada em 11 de agosto deste ano. Sobre o Trem Republicano, a previsão de conclusão das obras era para julho do ano passado. Já a Casa do Turista de Sorocaba deveria ter ficado pronta em julho de 2017. Lummertz está a frente da pasta desde janeiro deste ano.

Sobre a privatização do aeroporto de Sorocaba, o secretário afirmou que ainda não há projetos definidos. Disse, no entanto, que o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) vem realizando estudos. “Já demos início ao projeto de ampliação da malha aérea regional do interior paulista com vôos de pequenas aeronaves”, disse. (Da Redação)

Comentários