fbpx
Sorocaba e Região

Justiça mantém presa jovem acusada de matar irmão de 5 anos em São Roque

Exame preliminar do IML indica que a vítima teve o corpo mutilado após a morte
A audiência de custódia ocorreu no Fórum de Sorocaba. Foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS

A jovem de 18 anos acusada de matar o irmão, de cinco anos, em São Roque, foi mantida presa após audiência de custódia realizada na manhã desta sexta-feira (5) no Fórum de Sorocaba. O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (4), no bairro Gabriel Piza, na residência da família. A vítima foi encontrada morta com marcas de mutilações. O defensor público que acompanhou a audiência informou que por ora não iria se manifestar.

Exame preliminar feito no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba indicou que a criança teve o corpo mutilado após a morte. Conforme a Polícia Civil, a jovem teria usado um travesseiro para matar o irmão por asfixia. O corpo do menino foi velado nesta manhã em São Roque e nenhum familiar quis comentar o caso.

Leia mais  Grupo rende empresário, rouba residência e é preso em Sorocaba

 

Investigação

A acusada do crime foi levada para a Delegacia de São Roque e, após ser autuada por homicídio qualificado, foi encaminhada para a cadeia feminina de Votorantim. Peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil fizeram levantamentos na casa. Um celular queimado, provavelmente pela garota, um cartão de memória, um canivete e uma porção de maconha foram apreendidos.

O escrivão Anderson Goes disse que o celular e o cartão da memória serão enviados para perícia para que o conteúdo seja analisado. A investigação quer apurar se a jovem participava de algum grupo de satanismo ou magia negra pelas redes sociais e se houve incentivo de alguém para a prática do crime.

O crime

Conforme a Polícia Militar, os pais teriam saído e deixado o menino na casa com a irmã. Familiares que moram na mesma região notaram que havia algo de errado na residência e tentaram entrar, mas encontraram a porta fechada. Um tio dos irmãos arrombou a porta e encontrou a vítima já sem vida.

A cena encontrada no local chocou a família. A criança estava com várias queimaduras pelo corpo e teve os olhos perfurados e o pênis mutilado. O corpo estava no chão do quarto e tinha ao redor várias velas acesas.

O tio disse que a garota estava agressiva e arremessou objetos contra os familiares. A jovem tentou fugir e acabou ferindo o tio com uma pedra na cabeça, mas ele conseguiu detê-la até a chegada da Polícia Militar. A área foi isolada para o trabalho da perícia técnica da Polícia Civil. (Da Redação, com informações de José Maria Tomazela – Estadão Conteúdo)

Comentários