Sorocaba e Região

Hospitais de Sorocaba têm 409 respiradores e quase todos estão em uso

Equipamentos ajudam pacientes com dificuldade respiratória grave, um dos sintomas causados pelo novo coronavírus
Redes de saúde têm 409 respiradores mecânicos
Respiradores ajudam os pacientes a inspirar e expirar o ar. Crédito da foto: Divulgação

Sorocaba tem 409 respiradores mecânicos ou ventiladores, conforme levantamento realizado pelo Jornal Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira (25) com base em dados do Ministério da Saúde (MS). Desse total, 405 estão em uso. Para a rede pública de saúde, são 332 unidades, sendo que dessas, 328 estão em uso.

Os respiradores mecânicos são máquinas que ajudam os pulmões a inspirar e expirar quando o paciente não tem a capacidade de operar seu sistema respiratório naturalmente. A estimativa é de que cerca de 5% dos infectados pelo novo coronavírus precisem de cuidados intensivos, que incluem internação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), os casos mais graves.

Onde estão os respiradores

Conforme o Ministério da Saúde, os 409 respiradores de Sorocaba estão distribuídos em 40 unidades de saúde. São 61 aparelhos na rede municipal e 45 deles estão na Santa Casa. A Unidade de Pronto Atendimento do Éden (UPA) tem cinco unidades. As demais estão no Centro de Saúde do Éden, em duas unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no Pronto Atendimento do Laranjeiras e nas UPHs Norte e Leste.

Leia mais  Iperó chega aos 1.331 doentes confirmados

Ainda conforme o levantamento, 84 desses respiradores estão em unidades de saúde da rede privada da cidade, porém, que atendem o Sistema Único de Saúde (SUS) e 80 deles estão em uso. Outros 77 aparelhos estão localizados na rede privada, incluindo os hospitais Modelo, Evangélico e o Samaritano. Segundo o Ministério da Saúde, todos estão em uso.

Pertencentes ao Estado, a cidade ainda possui 92 respiradores mecânicos no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), sendo que todos estão em uso. Há ainda outros 95 no Hospital Regional de Sorocaba — Regional novo, na rodovia Raposo Tavares. Todos também estão na condição de “em uso”.

Sorocaba tem 61% dos respiradores da Região Metropolitana.

Procurada para dar informações sobre a questão, a Prefeitura de Sorocaba não comentou os números até o fechamento desta edição.

Pertencentes ao Estado, a cidade possui 92 respiradores mecânicos no Conjunto Hospitalar de Sorocaba. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS

4 cidades não têm

Conforme o levantamento realizado pelo Jornal Cruzeiro do Sul, quatro cidades da Região Metropolitana de Sorocaba não possuem o aparelho em suas unidades de saúde. Na lista estão Alambari, Jumirim, Sarapuí e Araçoiaba da Serra.

Os dados do Ministério da Saúde apontam também que cinco cidades da RMS possuem apenas um respirador: Capela do Alto, Cesário Lange, Alumínio, Iperó e Tapiraí.

Leia mais  Nova ala de UTI na Santa Casa pode ser usada para paciente com coronavírus

No total, as 26 cidades da RMS possuem 659 respiradores mecânicos. Desses, 642 estão em uso. Ainda na RMS, são 511 aparelhos, sendo que 497 estão em uso.

A Secretaria de Estado da Saúde afirmou que “não têm medido esforços” quanto ao enfrentamento da Covid-19. “O Ministério da Saúde é responsável pela compra de respiradores, por conta de portaria em que somente o órgão federal pode realizar a compra de respiradores e ventiladores. O Ministério realiza a compra e envia para os Estados”, afirma.

“A Saúde está trabalhando para a abertura de novos 1.400 leitos hospitalares públicos em um primeiro momento para o atendimento a casos do Covid-19”, acrescenta, lembrando que a pasta estadual já preparou um esquema especial de gestão de leitos hospitalares na rede pública e, se necessário, na rede privada, podendo determinar a eventual suspensão de cirurgias eletivas (não urgentes) para dar prioridade à internação de pacientes com quadros respiratórios agudos e graves.

Os dados divulgados na reportagem foram obtidos por meio do Datasus, com informações atualizadas entre 28 de fevereiro e de 25 de março de 2019. O Ministério da Saúde não respondeu a uma dúvida da reportagem no que se refere aos aparelhos na condição “em uso”. O questionamento é se o termo quer dizer disponíveis para uso ou sendo usados por pacientes.

Leia mais  Trabalhadores da saúde não conseguem chegar ao trabalho

Fabricação em Sorocaba

Na edição de quarta-feira (25), o Cruzeiro do Sul trouxe a informação sobre a possibilidade de fabricação dos respiradores em Sorocaba, na unidade da multinacional Flex. Na mesma data, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) confirmou a informação e afirmou que está negociando com a empresa medidas de prevenção para os trabalhadores da unidade. (Marcel Scinocca)

Comentários