Sorocaba e Região

Farmácias de Sorocaba estão sem estoques de máscaras por conta da demanda

Medo do coronavírus é principal motivo para a procura pelo produto. Demanda maior é de quem vai viajar
Nas farmácias procuradas pela reportagem o estoque de máscara estava zerado e sem previsão de reposição. Crédito da foto: AFP

O medo de contaminação pelo coronavírus fez acabar o estoque de máscaras protetoras em pelo menos nove farmácias de Sorocaba. Na tarde desta terça-feira (4), a reportagem do Cruzeiro do Sul entrou em contato, por telefone, com nove farmácias da cidade, nas zonas leste, norte e oeste, e em todas elas o estoque das máscaras estava zerado.

Em algumas farmácias já não havia mais o produto há pelo menos cinco dias e a previsão de chegar mais máscaras protetoras nas farmácias é incertas. Algumas acreditam que devem receber máscaras protetoras nesta quarta-feira (5), já outras farmácias ainda não tem previsão de chegada do produto.

Reposição

A gerente farmacêutica da Farmaponte que fica dentro do supermercado Confiança, Vanessa Aparecida de Ribeiro, 30 anos, afirma que a unidade deve receber máscaras nesta quarta, e que várias farmácias da rede na cidade já estão com falta do produto devido ao aumento na procura.

“Tivemos um cliente chinês que comprou seis caixas, de 50 unidades cada, porque iria viajar para os EUA com a família. Muitas pessoas também estão comprando por precaução, mesmo sem ter alguma viagem internacional comprada”, afirma.

Vanessa disse ainda que os consumidores também estão comprando álcool em gel e vitamina C, tudo por conta do medo de contaminação pelo coronavírus.

Boletim

Segundo o último boletim divulgado terça-feira (4), pelo Ministério da Saúde, 13 pacientes são monitorados no Brasil por suspeita de terem sido infectados por coronavírus.

O Ministério elevou o nível de alerta em saúde no caso do coronavírus de perigo iminente para emergência em saúde pública. O governo federal também estabelece a criação do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública como mecanismo nacional de gestão da resposta à emergência do coronavírus no âmbito nacional.

Em falta

Nas quatro farmácias da rede de supermercados Coop as máscaras protetoras também estão em falta. O produto é vendido em caixa de 50 unidades, por R$ 19,00, mas não há previsão de chegada.

Já na Droga Raia, no Alto da Boa Vista, as caixas com 100 unidades das máscaras protetoras também acabaram. Cada caixa custa R$ 27,00.

E na farmácia da rede BigFort, na avenida Dr. Artur Bernardes, na Vila Gabriel, o produto também está em falta, pois o estoque da unidade foi todo vendido. A caixa com 100 unidades custava R$ 13,20.

Leia mais  Diretor da OMS acusa países ricos de não compartilharem informações sobre coronavírus

 

Segundo as farmácias, alguns clientes que compraram as máscaras protetoras estavam com viagens marcadas, principalmente com destinos internacionais.

Outros clientes compraram o produto por precaução, em caso de ocorrer uma epidemia de coronavírus no Brasil. Em Sorocaba, algumas pessoas foram vistas usando máscaras protetoras no transporte público. (Ana Cláudia Martins)

Comentários