Sorocaba e Região

Exame sobre caso suspeito de coronavírus em Porto Feliz deve sair até sexta (14)

A Secretaria de Saúde da cidade está monitorando todas as pessoas da família que tiveram contato com a bebê
Técnico analisa amostras de casos suspeitos de coronavírus na China, onde surgiram os primeiros da nova infecção. Crédito da foto: China Out / AFP / STR

A Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Porto Feliz aguarda para esta quinta(13) ou sexta-feira (14) o resultado do exame que poderá descartar ou confirmar um caso suspeito de coronavírus na cidade. A informação é do coordenador do órgão, Laudinei Rossi. Segundo ele, o exame foi enviado ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Conforme Laudinei, a paciente é um bebê de menos de um ano que chegou em Porto Feliz, com a família, no início do mês. Os pais da criança trabalham e moram em Hong Kong, na China, e viajaram até a cidade para visitar parentes.

Leia mais  Criança com suspeita de coronavírus em Porto Feliz foi atendida em Sorocaba

 

De acordo com o coordenador da Vigilância, a criança começou apresentar alguns sintomas leves, como febre e coriza, entre outros, e foi atendida no Hospital da Unimed Sorocaba Dr. Miguel Soeiro no início da semana. “Como a família veio da China, onde há muitos casos confirmados, foi feito o exame e espero que o resultado seja negativo”, disse.

O coordenador da Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Porto Feliz, Laudinei Rossi. Crédito da foto: Vinícius Fonseca

Família foi orientada

Rossi informou que a criança seguirá em isolamento domiciliar até que saia o resultado do exame. O coordenador disse ainda que a Secretaria da Saúde de Porto Feliz já fez todo o trabalho de orientação aos familiares da criança e monitora todas as pessoas da família que tiveram contato com a bebê.

“Orientamos aos familiares a usarem máscaras protetoras, não compartilharem objetos e higienizar sempre aos mãos, além de evitar contato com a criança. Nenhum familiar apresentou os sintomas até o momento e por enquanto é um caso suspeito. Não há motivo para pânico na cidade”, diz Laudinei Rossi.

Leia mais  Doença provocada por novo coronavírus recebe o nome de Covid-19 pela OMS

 

O coordenador afirma ainda que caso o resultado seja positivo para coronavírus a família também já está orientada como agir, assim como os profissionais de saúde do município. “Os pais da criança disseram que na região onde estavam em Hong Kong não havia pessoas contaminadas pelo coronavírus. Então, acreditamos que o caso suspeito será descartado e a criança está sendo acompanhada adequadamente”, diz.

Secretaria de Saúde de Porto Feliz. Crédito da foto: Vinícius Fonseca

Sem motivo para pânico

Na Praça da Matriz, no Centro de Porto Feliz, algumas pessoas ouvidas pelo Cruzeiro do Sul já estavam sabendo do caso suspeito de coronavírus na cidade. Elas disseram que souberam do caso pelas redes sociais e também pelos veículos de comunicação. Por enquanto, a suspeita não alarmou os moradores e nem mudou a rotina das pessoas.

O operador de caldeira Roberto Bueno de Camargo, que conversava na praça com um senhor, disse que ficou sabendo do caso pelos colegas de trabalho na noite de ontem. “No ônibus as pessoas estavam comentando, mas como ainda é um caso suspeito, não há motivo para desespero, vamos acompanhar”, disse.

A arquiteta Olívia Thomé, 29 anos, que conversava na praça com a mãe, na manhã desta quinta-feira (13), também já sabia do caso suspeito e estava tranquila. “Temos que aguardar porque é um caso suspeito que pode não se confirmar, mas vamos acompanhar e ver o que vai acontecer”, afirma.

Comentários