Sorocaba e Região

Criança de Porto Feliz entra na lista de casos suspeitos de coronavírus

O paciente está em isolamento domiciliar
Criança de Porto Feliz entra na lista de casos suspeitos de coronavírus
Exame para detectar o coronavírus. Crédito da foto: Marijan Murat / AFP

Atualizada às 17h33

Porto Feliz tem um caso suspeito de coronavírus. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (12) pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

A paciente é uma criança e teria vindo da China. Ela está em isolamento domiciliar, e seus familiares estão orientados com relação às medidas necessárias de prevenção.

O governo do Estado não divulgou detalhes sobre a criança. Não foi informado o sexo e a idade do paciente.

O trabalho de prevenção conta com uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal. A lista também inclui cuidados com o paciente, entre hidratação e permanência em casa, sem circulação por outros locais e evitando contato com familiares e amigos.

Sem preocupação

Segundo Helena Sato, diretora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, a população de Porto Feliz não precisa ficar preocupada com essa situação. “É um caso suspeito e todas as medidas necessárias já foram tomadas”, relata.

A criança está bem e aguarda o resultado dos exames, diz Helena. Não há uma data para a divulgação.

Seis casos suspeitos no Estado

Atualmente, o governo do estado de São Paulo está monitorando seis casos suspeitos de coronavírus. Nesta quarta-feira (12), foram registrados três novos casos suspeitos de pessoas que vieram da China.

Dois são da Capital (uma criança e um adulto). O outro é da criança de Porto Feliz. Além disso, permanecem sob monitoramento dois casos da Capital e um de Barueri.

Até o momento, não há caso confirmado de coronavírus nem em São Paulo, nem no Brasil. Os dados oficiais estão sendo registrados pelos municípios em um sistema de notificação do Ministério da Saúde.

Leia mais  Número de mortos pelo coronavírus na China chega a 1.113

 

Conforme definido pela pasta federal, os casos inseridos até o meio-dia pelos municípios são divulgados no boletim da mesma data. Já os inseridos posteriormente, são divulgados no balanço do dia seguinte. (Da Redação)

Comentários