fbpx
Sorocaba e Região

EMTU repassa 30% dos horários das linhas da Piracema à São João

São João passa a ser responsável pela operação de 80% das viagens entre Salto de Pirapora e Sorocaba
EMTU transferiu horários da Piracema à Auto Ônibus São João de forma a atenuar prejuízos aos passageiros. Crédito da Foto: Emídio Marques (18/7/2019)

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), gerenciadora do transporte coletivo intermunicipal na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), repassou à Auto Ônibus São João, nesta quinta-feira (18), 30% dos horários das linhas da Viação Piracema que estão paralisadas há uma semana em virtude da greve dos seus trabalhadores em Salto de Pirapora.

Leia mais  Protesto paralisa linhas de ônibus intermunicipais em Salto de Pirapora

 

Em nota, a EMTU confirmou que realizou uma “reprogramação das linhas intermunicipais que atendem ao município de Salto de Pirapora” para que que mais de 3,5 mil passageiros não continuassem prejudicados pela paralisação da Piracema. A partir de agora, a São João passa a ser responsável por 80% das viagens entre Salto de Pirapora e Sorocaba, Salto de Pirapora e Araçoiaba da Serra (Bairro Cercado) e Salto de Pirapora e Bairro Cocais (divisa com Sarapuí), permanecendo 20% da operação das linhas com a Piracema.

Conforme a EMTU, as linhas operadas pela São João passaram de 46 para 96 partidas diárias nos dias úteis e, se necessário, essa programação poderá ser alterada “para continuar garantindo aos passageiros o direito ao transporte público”. De acordo com Marco Franco, diretor da São João, a empresa já era responsável por 50% dos horários e irá atender o excedente de forma emergencial, remanejando veículos e funcionários.

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou que não foi comunicado pela EMTU sobre as mudanças, mas solicitou reunião com a São João para saber se haverá transição de trabalhadores da Piracema conforme o acordo coletivo de trabalho da categoria.

Segundo o sindicato, os 45 trabalhadores da Piracema em Salto de Pirapora continuam sem receber salário, tíquete-refeição e plano de saúde, permanecendo em greve. A mesma situação ocorre em Tatuí, onde as linhas rodoviárias para Piracicaba e Itapetininga estão paralisadas desde segunda-feira (15). Essa situação foi classificada como “inadmissível” pela EMTU, que afirma ter notificado a empresa para explicações. A Piracema também será autuada pelas viagens não realizadas.

Transtornos

Desde a última sexta-feira (12), quando as operações da Piracema foram paralisadas pelos funcionários em caráter de protesto, a vida dos passageiros que dependem do transporte intermunicipal entre Salto de Pirapora e Sorocaba tem sido difícil. O aposentado Neifo Rodrigues precisa do ônibus para vir até Sorocaba para consultas médicas e ficou esperando por meia hora a mais no ponto.

Acostumada a viajar no ônibus das 5h50, a ajudante geral Maiara Madalena Rodrigues, que mora em Salto de Pirapora, não sabe mais em que horário conseguirá chegar em Sorocaba. “Saio antes, vou no ponto às 5h20 e ainda assim não consigo embarcar. E, quando consigo, está lotado”, reclama.

A falta de horários também incomoda a dona de casa Ester Arruda, que igualmente precisou antecipar o horário de sair de casa para não ser deixada pelo caminho. “Tem gente que não consegue pegar o ônibus”, conta a estudante Renata Barros, reclamando da superlotação.

Sobre esses transtornos, Marco Franco esclarece que a situação só deverá ser normalizada quando 100% dos horários voltarem a ser atendidos, seja pela São João ou pela Piracema: “A redução de horários acarreta em um efeito ‘cascata’, pois os pontos ficam cheios, o tempo de embarque é maior e isso reflete na tabela horária.” (Adriane Mendes e Eric Mantuan)

Comentários