Sorocaba e Região

Corpo da chef Kátia Baiana deve ser cremado em Sorocaba

Vítima morreu em acidente de barco em Cananeia e o corpo está no IML de Registro
Kátia era conhecida do público sorocabano por sua barraca no Ceagesp. Crédito da foto: Fábio Rogério (17/07/2017)

O corpo da chef Kátia Gazel Lenti, conhecida como Kátia Baiana, deve ser cremado no cemitério Memorial Park, em Sorocaba. A vítima, de 65 anos, morreu em um acidente de barco em Cananeia, no litoral de São Paulo, nesta quarta-feira (28).

O cemitério informou que aguarda apenas a confirmação da família sobre a cremação. Antes, o corpo de Kátia será velado na Ossel do Jardim Simus.

Ainda não há previsão de quando o corpo chegará a Sorocaba, portanto o velório e a cremação ainda não foram agendados.

Após o acidente, o corpo de Kátia foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro. A liberação deve ocorrer no final desta manhã, quando será encaminhado a uma funerária de Sorocaba.

O acidente

A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) confirmou que o barco em que estava Kátia naufragou em Cananeia. A embarcação tinha quatro pessoas a bordo e virou após ser atingida por uma onda.

Três pessoas conseguiram se salvar, sendo outros dois turistas de Sorocaba e o condutor do barco. Contudo, Kátia foi retirada do mar já sem vida.

Vida e carreira

A carreira gastronômica de Kátia Gazel Lenti remonta à própria infância e às receitas ensinadas pela sua avó na Bahia. Ela foi responsável por um restaurante de culinária baiana em Curitiba, no Paraná.

Depois, tornou-se conhecida do público sorocabano por sua barraca no Ceagesp Sorocaba, cuja especialidade era o acarajé.

Comentários