Eleições 2020 Sorocaba e Região

Candidatos apostam no corpo a corpo com eleitores para vencer o 2º turno

Jaqueline Coutinho e Rodrigo Manga vão percorrer a cidade neste sábado (28), em carreatas pelos bairros

Os candidatos à Prefeitura de Sorocaba focarão as últimas atividades de campanha no 2º turno no corpo a corpo com o eleitorado, nos bairros. Tanto Rodrigo Manga (Republicanos) quanto Jaqueline Coutinho (PSL) planejam carreatas em vários bairros da cidade neste sábado (28).

Na agenda do candidato Rodrigo Manga, da coligação A mudança vai começar, há carretada programada às 9h, em bairros da zona oeste de Sorocaba. Às 14h, será na zona norte da cidade. Caminhadas também estão previstas ao longo do dia, nas mesmas regiões. Até às 20h35 desta sexta-feira (27) não estava confirmado se o vice, Fernando do Clube São Bento (PSD), estaria presente.

Jaqueline Coutinho, da coligação Sorocaba, força e união para crescer, também participa de carreatas pelas ruas e avenidas da cidade. Pela manhã, na zona norte. À tarde, são vários eventos programados. A partir das 14h, os atos serão realizados nas zonas leste, oeste e com previsão de finalização na zona sul da cidade. Roberto Freitas (PSB), candidato a vice, estará presente nos atos.

Leia mais  Operação Integrada autua 80 veículos

Será que funciona?

Ao ex-prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) é atribuído que as carreatas na reta final da campanha de 2016 o ajudaram a se eleger, quando enfrentava Renato Amary, na ocasião, candidato a prefeito pelo então PMDB.

A margem que garantiu a vitória foi pequena. Durante praticamente todo o último dia de campanha, Pannunzio e figuras importantes do partido, incluindo o atual deputado federal e prefeito à época, Vitor Lippi, exploraram as carreatas no que puderam, em especial nos principais corredores da zona norte de Sorocaba.

O evento era marcado pelo som do “tamo junto”, trecho do jingle marcante da campanha e que virou bordão em Sorocaba na pós-eleição.

Pannunzio, entretanto, minimiza o efeito positivo das carreatas, principal ato de fim da campanha de 2020. “A carreata é mais para o ego do pessoal da equipe. Duvido que alguém mude de voto por conta de uma carreata. Isso não vai resolver”, diz o ex-prefeito.

Leia mais  Idosos de 70 anos ou mais recebem segunda dose da CoronaVac nesta terça em Sorocaba

“Na minha opinião, com a experiência de campanha que tenho, a única carreta que vi resultado, foi uma de consagração. Foi em 1994, na eleição do Fernando Henrique Cardoso. A carreata de encerramento foi em Sorocaba”, relembra.

Confusões

Dois momentos tensos da campanha de 2020 foram registrados justamente durante carreatas. Um deles, logo no início da campanha, em 10 de outubro, quando Manga fez vídeo em rede social, no qual relatava suposta situação de agressão praticada contra seu evento. Já na quinta-feira (26), durante carreata da candidata Jaqueline, uma pessoa foi detida por, supostamente, tentar impedir o ato na região de Brigadeiro Tobias.

No último dia útil de campanha, Jaqueline se dedicou à preparação do último debate do turno. Já Freitas, seu vice, participou de várias carreatas na zona oeste de Sorocaba. Ele ainda esteve em atos em feiras livres da cidade.

Manga participou de reuniões com equipes técnicas, na parte da manhã. Às 11h, concedeu entrevista, ao vivo, nas redes sociais de um jornal da cidade. No início da tarde, o candidato teve reuniões com lideranças de bairros no comitê do partido. E, à noite, participou do último debate da campanha, em emissora de TV.

Leia mais  Liga Somos Basquete promove campanha para arrecadar alimentos

O vice, Fernando do Clube São Bento, concedeu entrevista para emissora de rádio e teve reuniões com empresários. (Marcel Scinocca)

Comentários