Sorocaba e Região

Câmara rejeita projeto que obrigaria idoso a entrar só pela frente em ônibus

A rejeição ocorreu por unanimidade, com 16 votos contrários à tramitação do projeto
Caso o projeto fosse aprovado, a população com direito à gratuidade seria obrigada a embarcar pela porta da frente. Crédito da foto: Emídio Marques (19/3/2019)

A Câmara de Sorocaba rejeitou o projeto de lei do Executivo que mudava a forma de embarque para idosos no transporte público coletivo de Sorocaba. Se fosse aprovado, a população acima de 60 anos, ou seja, com direito à gratuidade, seria obrigada a embarcar pela porta da frente.

O vereador Francisco Martinez (PSDB) foi o principal defensor da rejeição. Ele é autor da lei que permite que os idosos utilizem a porta de trás no embarque.

Leia mais  Polícia investiga desaparecimento de ajudante de pedreiro em Salto de Pirapora

 

Na tribuna, Martinez criticou a iniciativa e afirmou que José Crespo (DEM), que assina o projeto do Executivo, apoiou o documento em 2012. No texto, era permitido o embarque e o desembarque pela porta traseira.

A rejeição ocorreu por unanimidade, com 16 votos contrários à tramitação do projeto. Três vereadores estavam e ausentes e o presidente não vota.

Antes dessa rejeição, a Câmara de Sorocaba aprovou a criação da Comissão Especial de Acompanhamento da operação Casa de Papel. A iniciativa terá como objetivo acompanhar os desdobramentos da ação conduzida pela Polícia Civil, pelo Ministério Público e Tribunal de Contas. (Marcel Scinocca)

Comentários

CLASSICRUZEIRO