Brasil

Doria diz que Bolsonaro deve assinar decreto sobre posse de armas na 6ª

Um dos pontos do texto que já foi aprovado é o aumento da validade da autorização da posse de 5 para 10 anos
O decreto flexibiliza a posse de armas. Crédito da foto: Erick Pinheiro/ Arquivo JCS (16/04/2011)

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou nesta quinta-feira (10) que deve assinar nesta sexta-feira (11) o decreto que flexibiliza a posse de armas. A informação é do governador de São Paulo, João Doria, e da deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), que estiveram reunidos por cerca de uma hora com o Presidente da República no Palácio do Planalto.

O texto do decreto está sob análise da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil (SAJ). Em etapa de finalização, também passa por nova avaliação dos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Um dos pontos que já têm a aprovação de Moro e do governo, segundo o Estado apurou, é o aumento do prazo de validade da autorização da posse de armas, dos atuais 5 para 10 anos.

Leia mais  Moro quer critério mais objetivo para justificativa de posse de arma

 

Reunião

No encontro, Doria levou para Bolsonaro quatro questões do Estado de São Paulo. Além da Ceagesp e do Campo de Marte, ele falou, ainda, sobre a ida a Davos para participar do World Economic Forum. Ele afirmou que Bolsonaro e seu discurso no evento serão um grande palco para exibir “o novo Brasil” com visão liberal. (Julia Lindner – Estadão Conteúdo)

Comentários