fbpx
Brasil

Após cirurgia, Bolsonaro faz caminhada pelo corredor do Hospital

Segundo o último boletim médico, presidente está sem dor ou febre e vai começar a fisioterapia
Bolsonaro foi filmado caminhando pelo hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde está internado após cirurgia. Crédito da Foto: Reprodução/Twitter

O Palácio do Planalto divulgou um vídeo, na tarde desta segunda-feira (9), que mostra o presidente Jair Bolsonaro caminhando pelo hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Ele está internado após ter se submetido a uma cirurgia para correção de um hérnia incisional na região do abdome.

A operação foi realizada na manhã de domingo (8) e considerada bem-sucedida pela equipe médica. Bolsonaro fez caminhada pela manhã e voltou a andar sozinho durante a tarde pelo corredor do oitavo andar do hospital.

Leia mais  Termina cirurgia de Bolsonaro para correção de hérnia incisional

 

De acordo com o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, a movimentação é importante para que o presidente recupere as atividades intestinais. O presidente também publicou o vídeo em sua conta no Twitter: “Seguimos em plena recuperação.”

É a quarta cirurgia que Bolsonaro realiza em cerca de um ano, desde que ele sofreu uma facada durante a campanha eleitoral. O atentado ocorreu em setembro do ano passado.

Segundo o último boletim médico divulgado, o presidente está sem dor ou febre. Ele vai começar a fisioterapia motora, podendo sentar na poltrona e caminhar pelo quarto.

Licença

Bolsonaro se licenciou do cargo por cinco dias, mas deverá reassumir suas funções ainda no hospital, após um período inicial de recuperação. Conforme a equipe médica, o presidente deve permanecer internado por até 10 dias.

Mais cedo, nesta segunda, ele recebeu a vista do presidente da República em exercício, Hamilton Mourão. Bolsonaro chegou a publicar um vídeo, de dentro do quarto, assistindo televisão e demonstrando bom humor.

Mesmo afastado do cargo, Bolsonaro pretende participar das decisões de governo nos próximos dias. A informação foi transmitida pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros. (Pedro Rafael Vilela e Bruno Bocchini – Agência Brasil)

Comentários