TV Cruzeiro

Rogerio Chequer, do Novo, fala de suas propostas. Assista

Entre as propostas apresentadas pelo candidato ao governo de São Paulo estão o uso de tecnologia na Saúde para as marcações de consultas online
Rogerio Chequer, candidato ao governo de São Paulo pelo Novo. Crédito da foto: Edmilson Jodar Lopes

O candidato ao governo de São Paulo pelo partido Novo, Rogerio Chequer, fez campanha em Sorocaba nesta quinta-feira (4). Ele visitou a redação do jornal Cruzeiro do Sul, concedeu entrevista ao editor-chefe da publicação Romeu-Sérgio Osório e falou sobre suas propostas. Chequer, que contou estar vindo de uma carreata por diversas cidades do Estado, ainda se encontrou com simpatizantes no município.

Na reta final do primeiro turno das eleições, o candidato relatou suas impressões adquiridas ao longo da campanha. “A gente percebe em todo o Estado, por onde a gente passa, que as pessoas estão sedentas por uma nova forma de fazer política”, diz. Rogerio Chequer tem 50 anos, é formado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e possui atuação no mercado financeiro, tendo trabalhado em fundos de investimentos. Além disso, é um dos fundadores do Movimento Vem Pra Rua, que protagonizou manifestações políticas em 2014.

Leia mais  “Hoje é o dia maior da democracia", diz Alckmin após votar em SP

“Nosso grande desafio é que as pessoas conheçam o partido Novo”, afirmou. De acordo com ele, o partido é divulgado com a ajuda de voluntários, que estariam presentes em 70 cidades ao redor de Sorocaba. “São pessoas que perceberam que existe uma causa nova”, diz. Segundo Chequer, a sigla é contrária ao uso de dinheiro público em campanhas e aos acordos políticos que criariam “dívidas eleitorais”, que são pagas com a negociação de cargos.

Entre as propostas apresentadas pelo candidato estão o uso de tecnologia na Saúde para as marcações de consultas online e implantação de filas eletrônicas do atendimento, proporcionando maior transparência ao processo. Ele também afirmou ser contrário ao aumento de impostos e favorável à terceirização dos serviços públicos. “O papel do governo é trazer quem saiba fazer isso melhor do que ele e fiscalizar e monitorar. Com isso você consegue ter um governo menor”, diz. O candidato ainda afirmou que, apesar de conter princípios liberais, o partido também possui consciência social.

Leia mais  Conheça mais sobre autor da Yby Soroc, o artista plástico Pedro Lopes

Comentários

Sobre o Autor

Giuliano Bonamim

Giuliano Bonamim

Giuliano Bonamim atua no on-line do jornal Cruzeiro do Sul.