Sorocaba e Região TV Cruzeiro

Candidato ao Senado pelo Partido Novo, Diogo da Luz visita Sorocaba

Candidato concedeu entrevista para a TV Jornal Cruzeiro do Sul

O candidato a uma cadeira no Senado Federal Diogo da Luz, do Partido Novo, esteve em Sorocaba, na tarde desta segunda-feira (1), e visitou o Jornal Cruzeiro do Sul. Ele concedeu entrevista em vídeo ao editor-chefe Romeu-Sérgio Osório e falou de algumas de suas propostas (confira o vídeo abaixo). Nascido em São Paulo e atualmente com 61 anos, o postulante ao cargo público está substituindo a candidatura de Christian Lhbauer, escolhido como o nome para a vice-presidência de João Amoedo.

 

Diogo, que é piloto de avião, produtor rural e empresário do ramo de café, começou falando um pouco sobre agricultura. “O mundo visto de cima fica maior e mais compreensível”, citou, como uma relação entre o fato de ser piloto e também produtor. O candidato acrescentou que muitas pessoas não têm a dimensão da importância do cargo de senador. “Eu sei que está bem em cima da hora, mas os eleitores precisam olhar com atenção às propostas e decidir conscientemente”, afirmou. Entre algumas das bandeiras dele, estão a de tentar trazer facilidades às pessoas com deficiência para conseguir próteses e a de tornar possível o uso do fundo de garantia para pagar aluguel de imóvel.

Leia mais  Mutirão de exames para diabetes atrai cerca de mil pessoas em Sorocaba

Uma das vertentes defendidas por Diogo é a de pensar “no melhor para o cidadão”. “Temos que acabar com o que hoje chamam de governabilidade, que é o tal do ‘toma lá, dá cá’, troca de favores”, disse. O candidato chamou de “poderismo de Brasília” o que, na opinião dele, é o pior problema do País nos dias atuais. “Em Brasília, temos hoje ‘uma ânsia de poder’. O governo suga dinheiro dos estados e municípios dizendo que vai devolver, mas, depois, o dinheiro se perde, vai para os ralos. Temos de dar mais poder e autonomia aos municípios e governos para que tomem suas próprias decisões”, declarou.

O nome carregado pelo partido, segundo o candidato, é o que o Brasil precisa para se desenvolver. “Precisamos do novo. Vejo muitos políticos dizendo que fizeram, que farão, mas na verdade são ultrapassados. A gente precisa de renovação”, finalizou.

Leia mais  Câmara de Sorocaba tem 14 projetos pendentes nesta terça-feira (04)

 

 

 

Comentários