Turismo

Veja exposições que já saíram de cartaz

Veja exposições que já saíram de cartaz
Obra permite caminhar sobre o lago Iseo. Crédito da foto: Reprodução / Google Arts & Culture

Para ajudar você a ficar em casa sem se estressar, Viagens traz mais sugestões de passeio virtuais imperdíveis. Dessa vez a dica é visitar exposições reais que já chegaram ao fim. O caminho para todas elas é o Google Arts & Culture. Basta acessar https://artsandculture.google.com/ e percorrer todos os ambientes usando o Street View.

Píeres flutuantes – Durante 16 dias, os visitantes puderam andar por uma passagem temporária instalada no lago Iseo, na Itália. Foram usados 100 mil metros quadrados de tecido amarelo transportado por um sistema modular de docas flutuantes na superfície da água. Estima-se que a exposição Píeres Flutuantes de Christo e Jeanne-Claude alcançou 1,2 milhão de amantes de artes.

Influência da internet – No Canadá, mais especificamente Vancouver, o artista Douglas Coupland selecionou obras que abordam como a internet e o amplo acesso às informações nos afetam. É possível encontrar, ainda, esculturas de Lego e uma presa da baleia Narval.

Leia mais  Quatro cidades da região recebem recursos para o turismo

Artistas de rua – Um prédio abandonado no 13° distrito de Paris foi transformado na maior galeria de artistas de rua e grafiteiros. Os 36 apartamentos, escadarias e áreas externas do edifício foram transformados por 108 artistas de várias nacionalidades, levando o espectador a uma imersão na arte de rua. No Street View, você pode conferir todos os nove andares do projeto.

Bienal da Viena – Realizada a cada dois anos, a Bienal de Veneza reúne trabalhos de centenas de artistas contemporâneos. São pavilhões de cerca de 90 países, que apresentam a obra do artista indicado em cada país.

Liberdade de expressão – O artista chinês Ai Weiwei realizou uma exposição em São Francisco sobre liberdade de expressão e direitos humanos. Antes utilizada como uma fortaleza militar, Alcatraz se tornou um dos parques nacionais mais visitados na América e hoje é um local de diálogo sobre liberdade e justiça.

Mulher de açúcar – A mulher esfinge coberta de açúcar de Kara Walker explora nossa história e nossa relação contemporânea com a escravidão e o trabalho forçado. A artista também explorou o comércio e o excesso de trabalho de escravizados nos campos de cana. (Da Redação com agências)

Comentários