Turismo

Vale do Itararé

Explore os encantos de um paraíso chamado
Vale do Itararé
As quedas d’água do rio Verde, em Itararé, são atrações imperdíveis. Crédito da foto: Divulgação

Ainda pouco conhecido dos turistas, o Vale do Itararé é um paraíso para os amantes da natureza. A região formada Itararé (SP) — a cerca de 250 quilômetros de Sorocaba — e Sengés (PR) marca a divisa entre os dois Estados com paredões de arenito formados há milhões de anos, cachoeiras espetaculares, riachos, grutas e muitas trilhas que cortam uma preservada zona de Mata Atlântica.

A região é composta ainda por mais dois vales: do Corisco e do Paraíso. Ambos com suas peculiaridades e muita beleza natural. Passeios em veículos de tração 4×4 são opções que também atraem muitos visitantes. A escolha depende do propósito e do orçamento.

Para conhecer os atrativos do Vale do Itararé não é obrigatória a contratação de guias, porém, eles facilitam bem as coisas. Portanto, sempre que possível, prefira a orientação desses especialistas.

Leia mais  Seguro-viagem não cobre pandemia

Visitas obrigatórias

Vale do Itararé
Cânions, trilhas, cachoeiras e mata preservada são atrativos para os ecoturistas a menos de 250 quilômetros de Sorocaba. Crédito da foto: Divulgação

Em qualquer roteiro pelo Vale do Itararé não pode faltar uma visita ao mirante da cachoeira do Corisco, uma queda de 106 metros de altura, já no município de Sengés. O visual é de tirar o fôlego. É a maior cachoeira da região e está em uma área particular. Ou seja, o acesso é restrito.

O Poço Encantado é outra atração imperdível. Fica escondido e se chega ao local por uma trilha de cerca de 500 metros a partir da estrada de acesso. A água cristalina brota do fundo coberto por uma areia branca. Uma curiosidade é que as borbulhas ‘respondem‘ ao se bater o pé no chão, ao lado do lago. Perto dali, o ecoturista tem um encontro com o passado ao desbravar o antigo túnel ferroviário, construído em 1956, parte do trecho da extinta ferrovia Itararé-Montevidéu. O túnel tem quase 850 metros de comprimento.

Leia mais  5 lugares brasileiros para levar as crianças para uma viagem inesquecível

Das profundezas da terra, o visitante pode seguir viagem e subir no alto do cânion do Jaguaricatu, com seus impressionantes paredões de pedra, ainda envoltos pela mata. Um lugar mágico que dá ao visitante a noção da grandeza do vale. Os desníveis chegam a 200 metros em alguns pontos.

Vale do Itararé
Crédito da foto: Divulgação

Mais uma trilha e se chega à cachoeira Véu da Noiva, de 30 metros de altura, com sua piscina natural de água refrescante. Outra cachoeira de destaque é a dos Veadinhos, considerada por muitos como uma das mais belas e ideal para um banho.

Já no Vale do Pirituba, reserve um tempinho para visitar a Cachoeira do Invernada, também muito bonita. Na mesma região, o turista pode conhecer em Bonsucesso de Itararé a Pedra da Galinha, e a do Camelo, lugares considerados místicos pelos visitantes.

Vale do Itararé
Crédito da foto: Divulgação

São muitos lugares para conhecer. Se tiver tempo e disposição vá a gruta da Barreira, curta trilhas para bike, boia-cross e rafting.

Leia mais  Um passeio pela arte e pela cultura do País

Para aproveitar a viagem e localizar os pontos mais interessantes a dica é contratar um guia local ou um receptivo que te dará toda estrutura e apoio. Consulte informações no site https://bit.ly/2tRaniu e escolha entre os vários profissionais cadastrados. (Sigaomapa.blog)

Comentários