Turismo

Turismo ferroviário começa retomada

O segmento de trens turísticos se comprometeu a aderir aos protocolos de biossegurança
Turismo ferroviário começa retomada
Retorno gradual das viagens turísticas está sendo programado. Crédito da foto: Divulgação / carlosbarbosa.rs.gov.br

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou na última quarta-feira, dia 10, resolução que restabelece a permissão das viagens turísticas de trem no País, então suspensas em razão da pandemia do novo coronavírus. A volta dos passeios depende, agora, da situação local de cada roteiro. Em São Paulo, por exemplo, eles devem permanecer paralisados pelo menos até o fim do mês, em virtude da prorrogação da quarentena estadual.

Na Serra Gaúcha, a volta do trem que liga Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa depende da reclassificação das cidades entre as bandeiras de risco de transmissão: as três reverteram ontem (15) da fase laranja para a vermelha, na qual só as atividades comerciais essenciais podem funcionar. No Paraná, a intenção da Serra Verde Express é retomar a operação entre Curitiba e Morretes, passando pela Serra do Mar, no próximo mês.

Leia mais  Pelo Brasil afora, mas de um jeito diferente

A liberação da ANTT atende solicitação da Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC), articulada junto à agência pelo Ministério do Turismo (MTur), depois do segmento de trens turísticos se comprometer a aderir aos protocolos de biossegurança apresentados na última semana pelo Ministério: o selo “Turismo Responsável Limpo e Seguro”. O selo, gratuito e emitido por adesão e compromisso espontâneo do empreendimento, auxiliará no processo de retomada do turismo, para que seja feito com segurança em 15 diferentes segmentos.

No caso dos trens turísticos, para auxiliar a segurança para turistas e também para trabalhadores, o protocolo destinado a “Transportadora Turística” traz orientações gerais e específicas como: organizar horários de clientes de forma a evitar aglomeração de pessoas e manter, sempre que possível, portas e janelas abertas para melhorar a circulação do ar, auxiliando na ventilação natural do ambiente.

Boas práticas

Turismo ferroviário começa retomada
Com limitação no número de passageiros que terão orientações específicas em cada atividade. Crédito da foto: Divulgação / carlosbarbosa.rs.gov.br

A criação do selo de boas práticas em questões associadas à biossegurança é a primeira etapa do Plano de Retomada do Turismo Brasileiro, coordenado pelo MTur a fim de minimizar os impactos da pandemia e preparar o setor para um retorno gradual às atividades. Ele está vinculado ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur).

Leia mais  Destinos regionais devem ser 1ª opção

Para solicitar, o interessado deve acessar o site da iniciativa – turismo.gov.br/seloresponsavel e ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende os pré-requisitos determinadas e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento o que poderá resultar em sua revogação. (Da Redação, com informações do Ministério do Turismo)

Comentários