Turismo

Todos os caminhos turísticos se cruzam em Porto Seguro

Turista pode escolher entre praias, aldeias indígenas e matas intocadas
Todos os caminhos se cruzam em Porto Seguro
Ainda pouco conhecido dos turistas, o Parque Nacional do Pau Brasil é uma das inúmeras atrações da região de Porto Seguro. Crédito da foto: Secretaria de Turismo da Bahia

Desde os anos 1990, Porto Seguro se tornou destino favorito para formatura de jovens do ensino médio, especialmente em julho e outubro. Contudo, não é apenas de festas e da famosa Passarela do Álcool (oficialmente chamada de Passarela do Descobrimento) que vive a cidade baiana e seu arredores.

Além das inúmeras praias paradisíacas e do centro histórico que data do início da colonização, o visitante não pode deixar de conhecer o Parque Nacional do Pau Brasil, Arraial D’Ajuda, Trancoso, Santa Cruz Cabrália, Caraíva e Santo André, entre outros lugares inesquecíveis.

Leia mais  Governador diz que turismo ainda não foi afetado por coronavírus

 

Lugares históricos

Antes de partir para a aventura, vale a pena conhecer alguns lugares históricos em Porto Seguro, a começar pelo marco do descobrimento, feito em pedra talhada, que veio de Portugal no início do século 16. Entre as igrejas, chamam a atenção a de Nossa Senhora da Pena, de 1551 — abriga imagens religiosas dos séculos 16 e 17 — e de São Benedito — primeira escola jesuíta do País –, assim como o farol, de onde é possível ter uma bela vista do mar.

Endereço preferido dos amantes da natureza é o Parque Nacional do Pau Brasil. Localizado, a cerca de 40 km de Porto Seguro pela Rodovia BA-367, é formado por 20 mil hectares — 200 milhões de metros quadrados — de Mata Atlântica nativa preservada e diversidade que se compara a poucos lugares do País.

Leia mais  Ministro do Turismo participa de fórum do setor em Itu

 

Além de espécies raras de plantas, como bromélias gigantes e o famoso pau-brasil, eventualmente é possível avistar antas, preguiças e tamanduás. Possui dois caminhos principais: um leva à Cachoeira da Jacuba; e o outro, a diversas trilhas. Detalhe é que o parque só pode ser visitado a pé ou de bicicleta.

Cabrália

Mais tranquila do que Porto Seguro (20 km ao norte no litoral), Santa Cruz Cabrália também tem um centro histórico importante. Ali estão a primeira cadeia pública do Brasil e a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, do século 18, com uma torre de formato cônico — uma raridade no período. Também há ruínas não identificadas pelos historiadores.

Pouco antes de chegar à cidade, mas já dentro do município, fica a praia da Coroa Vermelha. Fala-se por ali que, na verdade, o “porto seguro” das cartas de Pero Vaz de Caminha foi a enseada dessa praia, naturalmente abrigada por um enorme recife. Um marco aponta onde teria sido realizada a primeira missa na terra recém-descoberta.

No norte de Cabrália, atravessando o rio João de Tiba, outro vilarejo encanta os visitantes. É Santo André, um povoado de pescadores no qual a tranquilidade impera. A travessia para a vila com menos de mil habitantes é feita por balsas que comportam carros.

Leia mais  Bariloche oferece opções de turismo antes de o inverno chegar

 

Arraial e arredores

De volta rumo ao sul, embora sejam ambos distritos de Porto Seguro, Arraial D’Ajuda e Trancoso têm atmosferas bem distintas. Arraial apresenta um clima mais família, com ótima infraestrutura. Dizem que Trancoso foi redescoberta por hippies nos anos 1970, mas o fato é que virou destino de famosos brasileiros e de viajantes estrangeiros. As praias do entorno são de um azul cinematográfico. As mais visitadas são as do Apaga Fogo, do Mucugê e dos Pescadores, próximas do Centro. Há ainda a praia da Pitinga, de grande beleza.

Considerada a praia mais charmosa do sul da Bahia, Caraíva — Ainda em Porto Seguro — é acessada apenas de canoa. A ruas da vila — todas de areia — não recebem tráfego de veículos motorizados, só charretes puxadas por mulas. Em Barra de Caraíva, o encontro das águas do rio com o mar apresenta um espetáculo inesquecível.

Cerca de 7 km ao sul, fica a aldeia Barra Velha, a mais importante da região. Recebe visitantes para uma cerimônia de agradecimento nas noites de lua cheia. No meio do caminho está a aldeia Porto do Boi, com melhor infraestrutura para o público. Um dos caminhos para a Ponta do Corumbau passa pelo Parque Nacional do Monte Pascoal, onde está a primeira elevação da costa brasileira avistada pela esquadra de Pedro Álvares Cabral. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)

Comentários