Turismo

Países enfrentam pandemia de maneiras diferentes

Países enfrentam pandemia de maneiras diferentes
Anguilla (Caribe) diz que está livre do novo coronavírus. Crédito da foto: Divulgação / Governo de Anguilla

Anguilla sem a Covid-19 – O Ministério da Saúde e do Desenvolvimento Social de Anguilla declarou ontem que, no momento, não há casos suspeitos e nenhuma evidência de transmissão da Covid-19 na ilha do Caribe. Além disso, todos os três casos confirmados anteriormente já se recuperaram e já se passaram mais de 28 dias desde a última notificação. Para manter o cenário, a ilha permanece firme em seus esforços para impedir que o vírus se estabeleça na comunidade. O governo local determinou que os residentes continuem cumprindo as regras de higiene, etiqueta respiratória e medidas de distanciamento social. Caso a atual situação epidemiológica prevaleça, cidadãos locais e visitantes podem esperar uma diminuição das restrições atuais sobre movimentação e aglomerações nas próximas semanas.

Israel reabre hoteis – As autoridades de Israel concordaram em dar os primeiros passos para reabrir o setor hoteleiro no país. A decisão foi tomada durante uma reunião presidida pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. As novas medidas permitem que hotéis e acomodações com quartos no térreo sejam reabertos a partir desta semana. As instalações serão inicialmente abertas a visitantes domésticos. Também foi acordado que, nos próximos dias, as diretrizes serão formuladas em conjunto com o Ministério da Saúde, para a operação de hotéis e acomodações durante o período em que a Covid-19 continua a impactar Israel.

Leia mais  Itália reabre para o turismo em junho e Brasil prepara mudanças

lha da Madeira on-line – Apesar de temporariamente fechada, a Ilha da Madeira, em Portugal, quer que os viajantes continuem a conhecê-la. A última novidade da ilha é a disponibilização de diversas exposições de seus museus de forma virtual. São onze diferentes mostras no site, de quatro museus diferentes, que vão desde peças clássicas até contemporâneas. A iniciativa faz parte de uma das campanhas do local, “Fique em casa. Sonhe on-line. Visite-nos mais tarde!”. Além de desenhos, aquarelas e artes plásticas, é possível conhecer as paisagens da Madeira por fotos e vídeos. A entidade de turismo do destino está divulgando fotos das montanhas, trilhas, praias, florestas, piscinas naturais e vilarejos no Flickr e no Instagram, além de poder conferir tudo ao vivo. Ao longo deste mês serão lançado onze vídeos no YouTube que mostrarão as atividades, atrações e experiências que o arquipélago oferece aos viajantes. O site Madeira All Year é um portal oficial que conta com informações, dicas, fotos e vídeos, e o destino também está no Google Street View, com vistas panorâmicas de 360°.

Leia mais  Comprar agora para viajar depois é bom negócio?

Argentina proíbe viagens – A Argentina anunciou ontem mais medidas de combate ao novo coronavírus. Entre os principais pontos está a proibição de vendas de passagens aéreas até setembro, o que aumenta a pressão econômica sobre as companhias que atuam no país. As regras para o isolamento social preventivo e obrigatório estão em vigor desde 20 de março no país. Os voos partindo do território argentino, domésticos e internacionais, já estavam suspensos, mas o acréscimo de quatro meses na proibição gerou preocupação em um dos setores mais afetados pela crise em todo o mundo. “Muitas empresas do setor não vão sobreviver se esta resolução for implantada como está previsto”, indicou um comunicado conjunto assinado pela Associação Latino-Americana e do Caribe de Transportes Aéreos (Alta), pela Associação de Transporte Aéreo Internacional (Iata) e pelo Conselho Internacional de Aeroportos. De acordo com as projeções mais recentes da indústria aérea, a crise decorrente da pandemia vai fazer com que as companhias deixem de faturar US$ 18 bilhões (R$ 98 bilhões) apenas na região da América Latina e Caribe. O setor de viagens e turismo representa 10% do PIB da Argentina e é responsável por 9,4% dos empregos formais do país.

Países enfrentam pandemia de maneiras diferentes
Oostende (Bélgica) pode limitar acesso à praia a uma hora. Reprodução / Internet

Europa vai filtrar turistas – Os casos globais de Covid-19 passam dos 3 milhões, o que obriga as sociedades a recalibrar quase todos os aspectos da vida cotidiana. O vírus redefiniu, por exemplo, a forma como os europeus se preparam para suas férias de verão, no meio deste ano. E alguns países estão pensando até em permitir a entrada de turistas conforme a situação da epidemia em seus países de origem. Com o levantamento gradual das restrições, grande parte da Europa está se preparando para um verão de planos de viagem cancelados ou severamente limitados. A cidade litorânea belga de Oostende, por exemplo, está estudando como permitir o acesso à praia, possivelmente introduzindo passes de hora em hora. Na região da Apúlia, no sul da Itália, que em 2019 recebeu 4,2 milhões de turistas, incluindo 1,2 milhão de estrangeiros, um epidemiologista está aconselhando o governo local sobre como permitir que moradores e turistas desfrutem da região sem transformá-la em um ponto de contágio. (Da Redação com agências)

Comentários