Turismo

Lazer muito além das pistas de esqui

Umas das experiências mais impressionantes dessa viagem pela província de British Columbia é o passeio na Peak 2 Peak
Cypress tem vários percursos. Crédito da foto: Divulgação

A janela na quina do restaurante paira sobre a imensidão branca. O banco na ponta da gôndola se debruça sobre a floresta nevada. Um pensamento recorrente acompanha o passar dos dias: como são bonitas as montanhas de Whistler. E de tantos ângulos. Chega a ser um disparate pensar que, no destino famoso por ter a maior área esquiável da América do Norte (8.171 acres), praticar esportes de neve é só mais um programa possível. Mas é fato.

Umas das experiências mais impressionantes dessa viagem pela província de British Columbia é o passeio na Peak 2 Peak. A gôndola conecta as montanhas Whistler (1.530 metros) e Blackcomb (1.609 metros), escancarando a paisagem formada por picos, rios, geleiras e lagos. Apenas 11 minutos de percurso foram suficientes para a atração entrar para o Guinness Book como a gôndola mais alta do mundo (a 436 metros) e a mais longa ligação sem suporte entre dois cumes (3,024 quilômetros).

Leia mais  Hotéis de Sorocaba têm o menor índice de ocupação da história
Vilarejo no topo da Whistler. Crédito da foto: Divulgação

Ao longo de uma extensão total de 4,4 quilômetros, a Peak 2 Peak flutua de uma montanha à outra. A junção dos dois nomes batiza a estação de esqui local: Whistler Blackcomb. Desde 2016, o centro canadense de esportes de montanha pertence ao grupo americano Vail Resorts, que vem investindo em melhorias, especialmente nos 39 meios de elevação. A partir de Upper Village, desde o inverno passado, parte rumo ao topo de Blackcomb a nova gôndola com capacidade para até dez pessoas.

Quem não esquia tampouco pratica snowboard pode comprar um ingresso de city tour na estação para viver esse momento inesquecível na Peak 2 Peak.

Capilano suspension bridge. Crédito da foto: Divulgação

O mundo de possibilidades no gelo de Whistler não para por aí. Tem ainda passeios em moto de neve, voltinhas de trenó puxados por cães, descidas de boia e tirolesa. No parque da Olimpíada de Inverno de 2010, realizada entre Vancouver e Whistler, há cerca de 90 quilômetros de pistas de esqui cross-country, 30 quilômetros para tours de snowshoeing e uma área para descida de tobogã (prancha e capacete são emprestados conforme disponibilidade). (Estadão Conteúdo)

Comentários
Assuntos