fbpx
Turismo

Jalapão, no Tocantins, atrai turistas em qualquer época do ano

O parque é rico em rios, cachoeiras, lagoas de águas cristalinas, muito verde, dunas e formações rochosas
Jalapão atrai turistas em qualquer época do ano
Cachoeira da Velha fica na cidade de Mateiros (TO). Crédito da foto: Flávio André / MTUR

Se você é um amante da natureza e gosta de aventura em um ambiente preservado, com diversidade de fauna e flora, seu destino é o Parque Estadual do Jalapão, no estado de Tocantins.

O parque é rico em rios, cachoeiras, lagoas de águas cristalinas, muito verde, dunas e formações rochosas. Suas áreas mais turísticas estão próximas às cidades de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins, e o bom é que podem ser visitadas em qualquer época do ano.

Leia mais  Atibaia inaugura o primeiro parque aquático indoor do Brasil

 

A viagem começa em Palmas, capital do Estado, que possui o aeroporto mais próximo ao Jalapão. O ideal é reservar o primeiro dia para este trajeto e passar uma noite na cidade. Além de descansar, o viajante poderá conhecer um pouco mais desse destino incrível.

No dia seguinte é só pegar a estrada até Ponte Alta do Tocantins. O trajeto tem 150 quilômetros e é asfaltado, mas dali para a frente, as estradas são de terra até a cidadezinha do Cânion de Sussuapara, que possui paredões de pedra de 12 metros de altura e, ao fim da trilha, em um refúgio escondido, uma cachoeira refrescante.

Mas o Jalapão não tem só atrações para ver, e sim muitas atividades para experimentar. Vale aproveitar a manhã para tentar praticar canoagem, rafting, rapel ou fazer uma trilha, a pé ou de bicicleta.

O turista também não pode perder uma das melhores partes do Jalapão: os fervedouros. Segundo a operadora de turismo Abreu, especialista em roteiros customizados, esses fervedouros são as atrações que os turistas mais querem ver no destino. À primeira vista, parecem poços de água cristalina, mas, na verdade, são a nascente de rios subterrâneos que, não tendo espaço para vazão da água, formam piscinas naturais.

O curioso, no entanto, é que a pressão exercida pela água que jorra do lençol freático faz com que seja impossível afundar. Basta se jogar na água e curtir a sensação de flutuar sem esforço. (Da Redação, com informações da AFT Comunicação Integrada)

Comentários

CLASSICRUZEIRO