Turismo

Estação de trem de Boituva será ponto de cultura e turismo

Estação de trem de Boituva será ponto de cultura e turismo
Obras de reforma devem ser concluídas ainda neste ano. Crédito da foto: Divulgação / Prefeitura de Boituva

A estação de trem de Boituva, localizada ao lado da rodoviária, está sendo restaurada e deve se tornar um ponto de turismo e cultura, informa a assessoria de imprensa da Prefeitura local. A obra de reforma e revitalização da estação ferroviária, no valor de R$ 993.263,74 faz parte de um convênio entre a Prefeitura e governo do Estado, por meio de recursos do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), da Secretaria da Justiça e Cidadania.

O prédio abriga grandes histórias, além de ter sido um ponto de passagem importante dos trilhos paulistas. A revitalização do prédio faz parte da adequação do local para o recebimento de um museu que pretende reunir um acervo sobre a Estrada de Ferro Sorocabana, com móveis e outros objetos que contam a história da ferrovia.

Leia mais  Tour virtual temático: a nova onda do turismo, no Brasil e no mundo

A obra compreende a restauração e reforma de cinco salas existentes, construção de banheiros, guarita, jardins, iluminação externa, pintura de todas as edificações, sistema de monitoramento e recape da rua Tancredo Neves e avenida da rodoviária. A obra teve início em abril e a revitalização da estação tem previsão de entrega para o segundo semestre deste ano.

A história de Boituva está inteiramente ligada à ferrovia. A estação de trem foi inaugurada como ponta de linha e já em 1889 passou a ser o ponto de saída para o ramal de Tatuí, que mais tarde, aumentado, passou a ser o ramal de Itararé, o segundo em tamanho da Estrada de Ferro Sorocabana. Em 1920, outro curto ramal, para Porto Feliz, passou também a sair da estação. (Da Redação)

Comentários