Turismo

Buenos Aires reabre para brasileiros com restrições

Buenos Aires reabre para brasileiros com restrições
Bares da capital argentina funcionam com 25% da capacidade. Crédito da foto: Divulgação

Apesar do temor provocado pela segunda onda de Covid-19, alguns países decidiram reabrir para os turistas. Na Argentina, por exemplo, Buenos Aires voltou a ser uma opção de passeio para os brasileiros. Os protocolos de segurança sanitária, no entanto, são bastante rígidos.

Além de passaporte ou RG válidos, as autoridades portenhas exigem a apresentação de teste PCR negativo com até 72 horas de antecedência do embarque, formulário eletrônico juramentado, um seguro viagem que conte com a cobertura para a doença provocada pelo novo coronavírus e a definição de um período de estadia máximo de dez dias.

Outra informação essencial: o transporte público não está conduzindo turistas e os táxis estão limitando a dois passageiros por viagem, tal como os transportes por aplicativo.

“No mais, quase tudo o que o brasileiro gosta de fazer em Buenos Aires já é permitido‘, garante o diretor do Inprotur, Ricardo Sosa. “A maioria dos bares e restaurantes está aberta com mesas na parte externa e restrita a 25% de sua capacidade máxima nos salões, os receptivos retomaram as atividades e têm seus protocolos, novos circuitos para pedestres estão ativos, museus e feiras de artesanato retornaram, os principais hotéis (mais de 40) estão abertos… Não faltam atividades de cultura e compras”, completa o diretor.

O Inprotur também revela diálogo estreito com as principais companhias aéreas que ligam a Argentina aos seus vizinhos de fronteiras, dentre as quais Latam, Gol e Azul. A Latam é a única brasileira que já voltou, mas a ligação entre os países também é feita por Aerolíneas Argentinas, Turkish e Ethiopian.

Leia mais  Busca pela herança cultural

As autoridades do setor de turismo da capital argentina também divulgaram que mais cinco províncias argentinas, além de Buenos Aires, foram carimbadas com o selo internacional de segurança: Santiago del Estero, Catamarca, Córdoba, Santa Cruz e Misiones. A expectativa, agora, é para a reabertura desses destinos aos turistas. (Da Redação, com agências)

Comentários