Buscar no Cruzeiro

Buscar

Turismo

Um paraíso aquático

Primeiro guia de turismo náutico do Brasil reúne as principais atrações das cinco regiões

21 de Setembro de 2021 às 00:01
Da Redação [email protected]
Opções incluem a piscinas naturais de Maragogi (AL), Alter do Chão (PA), Cânions do Xingó (SE), Cataratas do Iguaçu (PR), Ilha das Cabras (SP) e Lago Paranoá (DF), entre outros atrativos.
Opções incluem a piscinas naturais de Maragogi (AL), Alter do Chão (PA), Cânions do Xingó (SE), Cataratas do Iguaçu (PR), Ilha das Cabras (SP) e Lago Paranoá (DF), entre outros atrativos. (Crédito: MARCO ANKOSKI / MTUR)

Contemplado com um dos maiores litorais do planeta e possuidor de uma imensa diversidade de rios, lagos e reservatórios de água doce navegáveis, o Brasil oferece variadas opções de turismo náutico. E os turistas que pretendem desfrutar destes atrativos dispõem agora de uma valiosa ferramenta para planejar passeios. Trata-se do guia Turismo Náutico, elaborado pelo Ministério do Turismo e que lista os principais destinos e opções de lazer no segmento.

A publicação do MTur também aponta as principais tendências e inovações do segmento, que deve ter forte contribuição na retomada do turismo nacional no pós-pandemia. “Viagens” reúne a seguir os destaques do turismo em águas de cada região brasileira.

Norte

Na região Norte o guia indica 14 atrativos, com destaque para passeios de caiaque, lancha ou barco no Parque Nacional Anavilhanas e as riquezas naturais amazônicas, partindo de Manaus (AM). Da capital do Amazonas, também é possível navegar em meio à floresta rumo à cidade de Novo Airão, contemplando lindas paisagens e a rica biodiversidade local.

Há ainda uma infinidade de passeios que podem ser feitos de barco, caiaque, stand up paddle, entre outros, na baía de Guajará, Alter do Chão, Ilha do Amor, Salinópolis e praia do Farol. Outra opção é conhecer o lago da Usina Hidrelétrica Lajeado, em Palmas (TO), contemplando inclusive a lua cheia a bordo de embarcações.

Nordeste

Na região Nordeste, a publicação indica 27 atrativos. Os destaques incluem os cânions do rio São Francisco, em Sergipe, onde é possível percorrer de barco 17 quilômetros em meio a formações de rochas areníticas; e as deslumbrantes piscinas naturais de Maceió, Maragogi, Paripueira e São Miguel dos Milagres, cenários de imensos aquários naturais repletos de peixes, corais e ouriços.

O documento aponta ainda Morro de São Paulo e Boipeba, na Bahia, conhecidas por suas águas calmas e natureza exuberante.

Sul

O Sul do País também reserva atrativos em meio a verdadeiros ícones do turismo nacional. Os 15 pontos listados no boletim englobam o passeio de barco próximo às deslumbrantes Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR), que proporciona uma visão exclusiva das mundialmente conhecidas quedas d’água.

A região permite ainda conhecer a laguna dos Patos, no Rio Grande do Sul, onde escunas percorrem cidades banhadas pelas suas águas; e, também, as belezas do rio Guaíba, em Porto Alegre, palco de um belo por do sol.

Sudeste

Já no Sudeste, os 24 locais mapeados no guia englobam renomados pontos turísticos nacionais, como a famosa Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ), com direito a visitas a atrativos militares da cidade.

Outras opções são roteiros pelo litoral paulista, em municípios a exemplo de São Sebastião, Ilhabela, Bertioga, Guarujá, São Vicente, Santos e Itanhaém, entre outros, nos quais o visitante tem a chance de praticar atividades como mergulho e observação da fauna e da flora locais.

Centro-Oeste

Na região Centro-Oeste, a publicação do MTur enumera 20 destinos náuticos. As alternativas envolvem passeios de escuna pelo Lago Paranoá, em Brasília (DF), que cruza as principais paisagens da capital federal, como a imponente Ponte JK.

O documento também aponta a possiblidade de roteiros do tipo pelo Pantanal Mato-Grossense, onde a bordo de chalanas e barco-hotéis o turista tem a oportunidade de realizar safáris fotográficos para avistar onças-pintadas, além de praticar canoagem e remo, entre outras opções. (Da Redação, com informações do Ministério do Turismo)

Acesse o guia completo em http://bibliotecarimt.turismo.gov.br