Mix

Google admite ouvir gravações procedentes de seu assistente vocal

Os áudios incluem usuários que falam de sua vida amorosa, de seus filhos ou que mencionam informações pessoais



Fachada do prédio da sede do Google. Crédito da foto: Pxhere

O Google admitiu na quinta-feira (11) que seus funcionários tiveram acesso às gravações de seu assistente virtual, após revelações do canal público belga VRT. O grupo explica em um comunicado que especialistas em linguagem escutam as gravações do usuário do Assistente Google de voz para melhorar sua compreensão de diferentes idiomas e sotaques.

A emissora VRT informou que ouviu mais de mil gravações procedentes de aparelhos na Bélgica e Holanda, 153 delas registradas de modo acidental. Os áudios incluem usuários que falam de sua vida amorosa, de seus filhos ou que mencionam informações pessoais, como seu endereço.

O gigante da internet afirma que suas equipes estão investigando o vazamento dos dados de áudio por parte de um funcionário que “não respeitou a política de segurança de dados” da empresa. “Procedemos uma análise completa de nossos dispositivos de segurança para evitar que volte a acontecer”, prometeu a empresa.

Também indicou que os funcionários têm acesso a apenas 0,2% das gravações e que estas “não estão associadas às contas dos usuários”. Normalmente, o Assistente Google é ativado quando o usuário solicita, apertando um botão ou quando fala “OK Google”. A empresa admite que pode gravar por engano, quando o programa interpreta que “o ruído ou palavras em segundo plano” são a palavra chave. (AFP)

Leia mais  Google anuncia busca com realidade aumentada e audiodescrição de imagem
Comentários

CLASSICRUZEIRO