Mix

CPFL Piratininga esclarece áudio que circula em aplicativos de mensagens

Segundo a companhia, as informações contidas no áudio são equivocadas; o fato teria ocorrido em Birigui
CPFL Piratininga esclarece áudio que circula em aplicativos de mensagens
O veículo da CPFL envolvido no caso que ganhou repercussão no Whatsapp. Crédito da foto: Reprodução

A CPFL Piratininga classificou como equivocadas as informações contidas em um áudio que circula em grupos de aplicativos de mensagens. Nele, uma mulher diz ter ficado desconfiada de uma vistoria da empresa em seu imóvel.

Por meio de nota, a companhia esclareceu que os colaboradores em questão são funcionários de uma empresa terceirizada. Eles prestam serviços à distribuidora CPFL Paulista em Birigui, no interior do estado de São Paulo.

Segundo a CPFL, os funcionários estavam devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo da empresa e com ordem de serviço para a atividade. Na ocasião, a ação tinha como foco o combate a fraudes e furto de energia evidenciado pelo sistema de Inteligência Artificial da companhia naquela residência.

O áudio presente em grupos de aplicativos de mensagens tem 2’52 de duração. A mulher relata a presença de dois funcionários da CPFL em sua porta com o objetivo de verificar o relógio na parte interna da residência.

Sem querer deixar os profissionais entrarem no imóvel, a mulher disse ter telefonado para a CPFL. Em seguida, teria recebido o pedido de não abrir a porta, dando a entender que poderia ser um golpe.

Leia mais  Faixa de pedestres de disco dos Beatles é repintada durante quarentena

 

Em relação a esse detalhe da gravação, a companhia também esclareceu não ter sido identificado no sistema de call center a suposta ligação da cliente para buscar informações sobre o serviço. A CPFL destaca ainda que todas as distribuidoras do grupo realizam inspeções nos medidores de energia nas instalações dos clientes de forma rotineira, em um trabalho de segunda-feira a sábado. (Da Redação)

Comentários