Mix

Bento XVI comemora confinado no Vaticano seus 93 anos

Ratzinger dedicou o dia à leitura e oração, bem como a ouvir discos com músicas de sua Baviera natal
Vaticano celebrará Semana Santa sem fiéis devido ao coronavírus
Segundo seu secretário, o papa emérito acompanha “com preocupação” as notícias sobre a pandemia de coronavírus.  Crédito da foto: Vatican Media / AFP (12/3/2020)

 

O papa emérito Bento XVI comemora nesta quinta-feira (16) seu 93º aniversário no Vaticano, cercado por um rígido cordão sanitário para protegê-lo do coronavírus, anunciou seu secretário particular.

Joseph Ratzinger, o primeiro papa da era moderna a renunciar ao seu cargo em 2013, está confinado no mosteiro Mater Ecclesiae, nos Jardins do Vaticano, onde não são permitidos visitantes como precaução.

“Como vivemos em ‘prisão domiciliar’, como tantos outros na Itália, é claro que não haverá visitas”, disse à rádio do Vaticano seu secretário particular, o arcebispo alemão Georg Gänswein.

O pontífice emérito recebeu muitos telefonemas, inclusive de seu irmão mais velho Georg, 96 anos, também padre, que reside na Baviera, Alemanha.

Segundo seu secretário, o papa emérito acompanha “com preocupação” as notícias sobre a pandemia de coronavírus. “Ele foi bastante afetado pelo número de mortes de padres, médicos e enfermeiros”, afirmou.

Ratzinger dedicou o dia à leitura e oração, bem como a ouvir discos com músicas de sua Baviera natal.

O 265º papa da história recebeu de presente uma nova biografia de 1.000 páginas de sua vida, escrita pelo jornalista alemão Peter Seewald, que ele planejava lançar em maio.

“Pretendia entregá-lo pessoalmente ao papa emérito. Infelizmente, com a pandemia de coronavírus, foi impossível. Apresentaremos esse ‘opus magnum’ como presente de aniversário”, disse Gänswein. (AFP)

Comentários