Cruzeirinho

Você já cumprimentou seu vizinho hoje?

Você já cumprimentou seu vizinho hoje?
Crédito da foto: Divulgação

Vanessa Marconato Negrão

Eu sempre tive um pensamento engraçado sobre os meus vizinhos: imagino como seria nossa convivência se não houvessem os muros e as paredes. Seríamos mais amigos? Brigaríamos mais? Nos conheceríamos melhor, certamente.

Eu mesma conheço a maioria das pessoas que moram ao meu redor só de vista. O vizinho que toca bateria, por exemplo, eu não sei quem é… aproveito pra dizer que se ele continuar tocando com tanto afinco vai virar um super baterista.

A Dona Dirce, da rua de baixo, me encontrou na pracinha outro dia e disse que lê minha coluna todo domingo. Um beijão, Dona Dirce. O João continua espiando seu jardim nos dias de feira e dizendo que ele é o jardim mais bonito do bairro. Tem também o vizinho que faz o sushi mais gostoso que a gente já comeu. Fora esses, com muitos eu só cruzo no supermercado, na feira ou passeando com o cachorro.

Os vizinhos desse livro também não se conheciam muito bem, cada um na sua casa, com seu modo de levar a vida. A vizinha era uma vovó modernosa, cujo neto tem quase a idade da sobrinha do vizinho. Um dia, durante uma visita aos parentes, na mesma hora as crianças abrem a porta e se vêem. E como criança é uma coisa maravilhosa pra fazer amizade, logo eles estão brincando juntos. Discos, quadrinhos, regador e até uma clarineta de espalham pelo corredor.

Leia mais  Os mistérios do coração

“Vizinho, vizinha” é um livro de Roger Mello, Graça Lima e Mariana Massarani, três autores dos mais talentosos do Brasil. Publicado pela Companhia das Letrinhas, também pode ser baixado gratuitamente na Amazon pra quem tem o app Kindle.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil.

Comentários