Cruzeirinho

Suplemento Cruzeirinho: A música do cavalinho

Confira a coluna "Eu já li", de Vanessa Marconato Negrão, professora e apaixonada por literatura infantil

Quem fez esse livro foi a Danúbia Barros, que como eu é professora da rede municipal de Sorocaba.

Danúbia estuda música desde os 16 anos e se especializou em musicalização para educadores. Num dos cursos que ela fez, havia a música chamada “Valsa dos Cavalos”. A professora se encantou com a melodia e, para apresentá-la aos seus alunos (que têm em média 3 anos), resolveu incrementar a brincadeira inventando uma história que a acompanhasse. E o que ela criou foi a história de um cavalo chamado Pangaré.

Pangaré estava triste porque todos os bichos tinham uma música: a borboletinha, a aranha e até o sapo, que não lava o pé. Sua amiga Clarinha, ao ouvir as lamentações do cavalinho, resolveu acabar com o problema. Primeiro ela teria que descobrir de que ritmos Pangaré gostava, e para sua surpresa, o cavalo adorava valsa. Valsa? Isso mesmo, aquela que a gente dança “dois pra lá, dois pra cá.” E lá se foram eles criar uma valsa: a valsa dos cavalos.

O livro vem com um CD, que traz a história narrada por Estevão Marques, que foi professor da autora num dos tantos cursos que ela fez. Estevão já fez muitos trabalhos legais, dentre eles a participação nos discos da Palavra Cantada. A ilustração é do artista Douglas Nogueira, que também mora em Sorocaba. Que orgulho dessa gente talentosa da nossa terra! Quem quiser adquirir “A valsa dos cavalos” pode falar direto com a Danúbia no seu perfil do Facebook.

Leia mais  Jump Around é atração no Iguatemi Esplanada
Comentários