fbpx
Cruzeirinho

O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?

Estudantes de 11 a 13 anos tiveram como desafio responder a questão criando soluções para o problema da sujeira
O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?
Os projetos dos alunos ganharam três troféus: “Projeto mais criativo”, “Melhor engenhoca” e “Equipe mais animada”. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Muitas crianças se preocupam com o meio ambiente: algumas ajudam a economizar água, outras colaboram separando materiais descartáveis para a reciclagem. Há quem plante árvores e também quem pense em colaborar para que todos vivam em um município onde não tenha lixo espalhado por aí. Estudantes de uma escola particular de Sorocaba, com idades entre 11 e 13 anos, se candidataram voluntariamente para integrar um projeto que visa apresentar soluções para ajudar a limpar a cidade.

Carros, caminhão e sapatos se transformaram em “amigos do meio ambiente” graças à criatividade desses alunos, que se dedicaram para participar da 9ª edição do Grande Desafio, promovido pelo Museu Exploratório de Ciências da Unicamp, universidade que fica em Campinas.

Os estudantes, da escola Maple Bear, contam que deu trabalho para fazer o projeto — baseado na pergunta “como você faria para deixar as ruas de sua cidade mais limpas?” — mas que descobriram que suas ideias podem ser valorizadas e usadas para ajudar a sociedade. Eles nem imaginavam que, concorrendo com outros 55 grupos de estudantes, pudessem também conquistar prêmios! Voltaram a Sorocaba com três troféus: “Projeto mais criativo”, “Melhor engenhoca” e “Equipe mais animada”.

Ideias

Olha só como tudo aconteceu. Divididos em quatro grupos e com apoio dos professores de Ciências e Matemática, Marco Antonio Centurion Medeiros e Nádia Piazentin, que também é coordenadora da área, os alunos pensaram em criar coisas que pudessem retirar das ruas três tipos de lixo: papel, plástico e orgânico.

Leia mais  Um grande construtor

Para isso, pesquisaram sobre o assunto, viram vídeos e se informaram sobre como proceder. Tinha regulamento para ser seguido e aquilo que eles resolvessem criar teria de caber na maquete da Unicamp. A maquete imitava uma cidade com as ruas todas sujas de papel, pedacinho de canudo e massinha. Os alunos se dividiram em quatro grupos, independente da série e da faixa etária.

Todos os participantes passaram por duas avaliações. Uma mostrando sua invenção e outra em que tinham de explicar como é que criaram. Para essa etapa foi realizada uma entrevista em uma sala, onde tinham de apresentar um caderno com as anotações sobre como foram planejando tudo.

A professora Nádia observa que a atividade serviu de incentivo à criação e compartilhamento de ideias. “Houve uma grande troca de habilidades, um é mais minucioso na elaboração de projeto, outro mais criativo… Mas para mim o mais rico foi ver todo mundo feliz com o que tinha realizado, o que tinham conseguido fazer até ali independente de qualquer premiação.”

Veículo com vassoura

O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?
Júlia e Yasmim tiveram muitas ideias. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Júlia Lima de Paulo Lloyd, 13 anos, Yasmin Faiad Alves Dias, 13 anos e Lorena Bordesan Braga, 11 anos, formaram um dos grupos para desenvolver os projetos. Elas passaram por algumas dificuldades, incluindo a falta de Lorena, pois ela ficou doente no meio do percurso. “Surgiram várias ideias e tivemos dificuldade em escolher uma”, conta Júlia. “Fizemos muitos encontros e só conseguimos decidir umas duas semanas antes do Grande Dia [que foi o dia da apresentação em Campinas]”.

Leia mais  Um amor de madrinha e uma quase segunda mãe

A invenção das meninas é um veículo que tem uma espécie de vassoura acoplada nele e por isso vai coletando a sujeira por onde passa. “Deu certo na prática. A gente pegou bastante lixo”, comemoram Júlia e Yasmin, que foram contempladas com o troféu “Torcida mais animada”. “Estávamos nervosas, mas deu tudo certo no final.”

Sapatos aderentes

O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?
Grupo criou proposta para grudar a sujeira nos calçados e pneus. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Outro grupo pensou em envolver mais as pessoas com a limpeza das ruas, desde o momento que pisam no chão. Isso mesmo! Eles criaram sapatos que já vão fazendo esse serviço conforme as pessoas caminham. Mas como? Esses sapatos têm uma espécie de fita adesiva, que gruda a sujeira. Quem explicou sobre o projeto foi Miguel Correa Cronemberg, 13 anos, que fez o trabalho junto com Ana Terra Curado Cordeiro, 11 anos, Bianca de Souza Vidal, 11 anos, Helena Correa Cronemberg, 11 anos e Isabela Pastorino Zanella, 11 anos.

Além do sapato especial, eles planejaram um carro no mesmo estilo, que tivesse um tipo de adesivo no pneu e conforme o carro se movimenta, a sujeira gruda e a rua fica limpa. Os carros teriam um compartimento que já armazenaria a sujeira ali. O grupo conquistou o troféu “Melhor engenhoca”.

Caminhão de lixo adaptado

O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?
Enrico e Renato tentaram adaptar uma ideia. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Enrico Rolim Lannaro de Andrade e Renato Bortolato Vieira de Melo, ambos de 13 anos, pensaram em adaptar um caminhão de lixo, adicionando recursos a ele como aspiradores, mas na hora da prática, mesmo eles tendo usado dois coolers, o caminhão não conseguiu aspirar o lixo. “E a rampa também não funcionou”, lamentam. “Pensamos em adaptar algo que já existe do que criar uma coisa totalmente nova, porque queríamos algo que fosse viável.” Ambos acreditam que com mais tempo, descobririam um jeito de fazer funcionar.

Leia mais  Que tal escrever uma história?

Carro para limpar a rua

O que você faria para deixar sua cidade mais limpa?
Pedro e Felipe tiveram a invenção mais criativa. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Pedro Vendramini Zanella, 12 anos, e Felipe Maggi Camargo, 11 anos, contam que inicialmente tudo o que planejaram deu errado, mas mesmo assim não desistiram. Conforme eles, a ideia era desenvolver um carro que tivesse técnica semelhante a do aspirador de pó, mas que aspirasse a sujeira das ruas. Ao testar, viram que não estava dando muito certo, e como o prazo já estava curto, resolveram partir para outra ideia. Foi então que acoplaram uma espécie de vassoura ao carro para ajudar a limpar a cidade. “Mas ainda pensamos que no final de cada rua teria que ter um recipiente para jogar a sujeira”, explicou Pedro. A dupla acabou conquistando o troféu “Invenção mais criativa”. “Foi uma grande surpresa. A gente estava desanimado, competimos com muitos grupos então não acreditei que pudéssemos ganhar. Aliás até agora não acredito como é que o nosso conseguiu!”, completa Pedro. Felipe concorda. “Foi muito emocionante!”, disse.

Comentários