Cruzeirinho

Livro traz a versão do lobo sobre a história de Chapeuzinho

Confira a coluna "Eu já li", de Vanessa Marconato Negrão, professora e apaixonada por literatura infantil

Você já pensou em reinventar uma história? Essas histórias clássicas que todo mundo conhece e todo mundo conta? Eu já. Várias vezes.

A Cinderela por exemplo. tudo bem que a madrasta devia ser meio invejosa — e as irmãs um tanto folgadas — mas será possível que ela não teve atitude nenhuma? Onde já se viu aceitar ficar limpando a casa dia e noite e ainda por cima ir dormir junto às cinzas do fogão? Ah, não! Eu ia mudar tudo isso aí. Quero saber a versão da madrasta. De onde vem esse ódio todo?

Jean Claude Alphen, um brasileiro criado na França, resolveu dar voz ao outro lado. Em “A outra história da Chapeuzinho Vermelho” é a vez do Lobo. Enquanto a menina atravessa a floresta, o Lobo a acompanha numa conversa surpreendente: a gente descobre até o gosto do animal por panquecas. Panquecas deliciosas, de morango com calda de chocolate, aliás. E já lhe adianto, também, que ele não achou graça nenhuma com essa história de lobos devorando vovózinhas.

A editora Salamandra lançou esse e outros dois livros com essa proposta: “A outra história de Pedro e o Lobo” e “A outra história de Cachinhos Dourados”, uma série que de tão imperdível até conversa com o leitor: você vai se sentir dentro da história, simpatizar com o Lobo e até sentir o cheiro das panquecas.

 

Comentários