fbpx
Cruzeirinho

Jogue suas tranças!

Esse é “Rapunzel”, de Bethan Woollvin, publicado pela V&R Editora
Jogue suas tranças!
Crédito da foto: Reprodução

Vanessa Marconato Negrão

Todos nós conhecemos os contos de fadas. Seja nas suas versões mais antigas, interpretadas nos filmes, seja de modo mais resumido, naqueles livros baratinhos. Os contos habitam o imaginário humano há centenas de anos e são comuns à maioria dos povos do planeta, trazem metáforas da vida, acalentam nosso coração pelo significado que carregam. E nada me deixa mais feliz que encontrar uma nova versão de uma história clássica, um reconto, um jeito de surpreender crianças e adultos. Um exercício de criatividade para a imaginação.

Esse é “Rapunzel”, de Bethan Woollvin, publicado pela V&R Editora. “Era uma vez uma princesa de cabelos longos e dourados, que era mantida presa por uma bruxa numa torre muito alta.” Mas…diferente da Rapunzel que já conhecemos, essa Rapunzel que de boba não tem nada, estuda uma maneira de tirar a bruxa do seu caminho — e se livrar da sua condição de prisioneira coitadinha. E qual será o plano que ela bolou pra conseguir isso? Será que vai dar certo? Ela será finalmente livre um dia? A autora Bethan Woollvin, antes de produzir “Rapunzel” já tinha escrito outro reconto, “Chapeuzinho vermelho”, que fez muito sucesso e ganhou o título de melhor livro ilustrado de 2016, pelo New York Times. Na mesma trilha, “Rapunzel”, com seu final cheio de reviravoltas imprevisíveis não fica atrás, e tem tudo pra ganhar sua simpatia. Você não vai se decepcionar.

Leia mais  Encontro Nacional do Puma reúne carros antigos em Sorocaba

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil 

Comentários

CLASSICRUZEIRO