Cruzeirinho

Garça-branca-grande

Garça-branca-grande
As egretas, no detalhe, são penas especiais que se formam no período da reprodução. Crédito da foto: Alexandre G. Franchin / Coaves

Nome científico: Ardea alba (Linnaeus, 1758)
Nome comum: garça-branca-grande

Você já deve ter visto alguma garça em Sorocaba! Ela é uma ave bem comum em nossa cidade. Observe a foto: são duas espécies de garças diferentes ou uma adulta e um filhote? Quem disse duas espécies diferentes, acertou! A maior é a garça-branca-grande, que pode ter até 90 cm e pesar 1,5 kg. Possui pés pretos e o bico longo e amarelado. Já a espécie menor é a garça-branca-pequena, que possui pés amarelos e o bico preto.

Vamos falar um pouco mais sobre a garça-branca-grande? Você sabia que tanto o macho quanto a fêmea apresentam grandes egretas, penas especiais que se formam no período da reprodução?

E o canto? Você já ouviu? É um som rouco, com duas sílabas “ha-tá”, que ela emite no momento em que busca local para abrigar-se, à noite.

A garça-branca-grande pode ser encontrada em todo o Brasil, em beira de rios, lagos e banhados. Observe o bico dela! O que será que ela come com esse bico em forma de espada, morando em ambientes aquáticos?

Leia mais  A galinha dos ovos de ouro e seus filhos dourados

Ela é uma ave pescadora! Alimenta-se de peixes, anfíbios, répteis, caramujos, moluscos, insetos e, até mesmo, sobras de alimentos deixados pelo homem. Por ser uma ave “predadora”, ajuda no controle dos animais de que se alimenta.

São tão espertas que podem usar migalhas de pão como isca para pescar. Quando estão pescando, elas ficam praticamente imóveis, aproximando-se sorrateiramente com o corpo abaixado e o pescoço recolhido. É possível até observá-la balançando o pescoço de um lado para o outro, antes de esticá-lo para capturar um peixe.

Possui atividade diurna, recolhendo-se próximo ao pôr-do-sol. Quando visitar o Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” ou o Parque das Águas, você poderá observar, nas ilhas dos lagos, um grande número de garças repousando nos dormitórios ou nos seus ninhos, que são feitos sobre as árvores ou em arbustos com gravetos.

Faça a sua parte

Ao soltar pipa, use linhas apropriadas e seguras, pois linha com cerol pode matar as garças, se elas se enroscarem pelo pescoço.

Leia mais  Páscoa em casa pode ser bem divertida

Elaboração: Coaves Kids (Clube de Observadores de Aves Infantil) e Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema)

Comentários