Cruzeirinho

E na sua rua?

Uma rua que pode ser, às vezes, tão perigosa e em outras tão acolhedora
E na sua rua?
Crédito da foto: Reprodução

Vanessa Marconato Negrão

No fim da minha infância li um livro chamado “Uma rua como aquela”, de Lucília Junqueira Prado. Ele fala de uma rua sem saída, na cidade de São Paulo, onde crianças vivem às voltas com estudos, jogos, alegrias e tristezas, partilhados também por adultos.

Na escola onde trabalho, também tem um livro que se passa numa rua, de Marcelo Xavier, chamado “Tem de tudo nessa rua”. As crianças adoram, pedem para que eu leia e releia, sempre que as deixo manusear os livros da nossa caixa. Me chama a atenção esse lugar no espaço: a rua. Que pode ser, às vezes, tão perigosa e em outras tão acolhedora. Um lugar que compartilhamos com vizinhos, que pode nos trazer noções valiosas de comunidade e coletividade.

Leia mais  Inspetora de alunos faz pinturas artísticas em bancos de escola em Sorocaba
E na sua rua?
Crédito da foto: Reprodução

O livro que lhes apresento hoje, como vocês podem imaginar, também tem como cenário a rua. “Nunca acontece nada na minha rua” traz a queixa de Luis Rodolfo, um menino que vivia aborrecido, sonhando com grandes aventuras. Tão aborrecido que não sobrava tempo suficiente para olhar o que acontecia ao seu redor.

Não seja mal humorado como Luis Rodolfo. Quando caminhar pela sua rua, repare nos detalhes, cumprimente as pessoas, entenda como funciona o pedaço de mundo que lhe cabe de moradia. “Nunca acontece nada na minha rua” é escrito e ricamente ilustrado por Ellen Raskin e publicado pela editora Amelì.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil

Comentários

CLASSICRUZEIRO