Cruzeirinho

Declaração Universal dos Direitos Humanos é adaptada para crianças

Livro traz a essência da boa vontade, da empatia, da tolerância e do bom senso
Respeito, igualdade, tolerância e amor
Crédito da foto: Divulgação

Em 2018, a Declaração Universal dos Direitos Humanos fez 70 anos. Em comemoração ao seu aniversário, o artista Otávio Roth convidou Ruth Rocha para fazerem juntos algo que aproximasse as crianças desse importante documento. A autora Ruth adaptou o texto original, simplificando alguns conceitos para que todos pudessem entender, e Otávio usou as gravuras para ilustrar esse livro.

Declaração Universal dos Direitos Humanos, da editora Salamandra, é um livro imprescindível. Em suas páginas encontramos a essência da boa vontade, da empatia, da tolerância e do bom senso.

Respeito, igualdade, tolerância e amor
Crédito da foto: Divulgação

“Um dia, uma porção de pessoas se reuniu. Vinham de lugares diferentes, e eram diferentes entre si. Homens, mulheres, suas peles, seus cabelos e seus olhos tinham cores diferentes, assim como o formato de seus corpos e de seus rostos. Vinham de países ricos ou pobres, de lugares quentes ou frios… falavam muitas línguas… Muitas pessoas tinham sido maltratadas e mortas por causa de sua religião, de sua raça, e de suas opiniões políticas… O que reunia aquelas pessoas era o desejo de que nunca mais houvesse uma guerra… Então elas escreveram esse documento.”

Em 70 anos, talvez esse documento tenha sido esquecido, subjugado, desvalorizado, então é muito importante que as crianças o conheçam e tenham consciência do seu real significado.

Vanessa Marconato Negrão –  professora e apaixonada por literatura infantil

Comentários

CLASSICRUZEIRO