Cruzeirinho

Coluna É o bicho: um leopardo que mais parece um gatinho

O leopardo-nebuloso está na lista dos animais ameaçados de extinção
Um leopardo que mais parece um gatinho
Foto: AFP / Sebastien Bozon

Essa foto, feita no zoológico de Mulhouse, na França, mostra o pequeno leopardo-nebuloso — espécie também conhecida como pantera-nebulosa –, que nasceu em julho deste ano. De tão pequeno, ele ainda cabe dentro de um balde! Mas esse simpático bebê, que até parece um gatinho, não ficará assim por muito tempo. Adultos, os leopardos-nebulosos chegam a 1,10 de altura e pesam até 25 quilos.

Os felinos desta espécie, que cientificamente tem o nome de Neofelis nebulosa, estão na lista dos ameaçados de extinção, por conta do desmatamento. A estimativa é de que existam hoje, no mundo, cerca de 10 mil deles. Eles vivem entre 11 e 15 anos e são originários do sudeste da Ásia. Possuem, quando adultos, uma pelagem bronzeada ou marrom-clara, com manchas irregulares que parecem nebulosas — por isso seu nome.

De todos os felinos, os leopardos-nebulosos são os que possuem os caninos mais longos, levando em consideração o seu tamanho em relação aos demais.

Por não serem tão grandes como outros felinos, os leopardos-nebulosos são excelentes trepadores de árvores. Eles são tão bons nas “acrobacias” que até conseguem pendurar-se de cabeça para baixo. Para isso, eles usam suas patas e garras afiadas, que os deixam ficar presos aos troncos da árvore. Nessas horas, suas caudas ajudam a manter o equilíbrio. Apesar dessa habilidade, os cientistas acreditam que sua maior movimentação para a caça, nas florestas, aconteça mesmo no solo. Acreditam porque, apesar de muito estudada, essa espécie ainda é considerada misteriosa!

Comentários