Cruzeirinho

Caçador de estrelas do banco de um Fusca azul

“Como pegar uma estrela” é o primeiro livro de Oliver Jeffers, que desde menino inventa histórias
Caçador de estrelas
Crédito da foto: Reprodução

Vanessa Marconato Negrão

Quando eu era pequena, enquanto voltávamos à noite da casa da minha vó, me lembro de ficar deitada no banco de trás do fusca azul do meu pai, olhando pela janela, observando o céu. Sem entender direito como a lua e as estrelas nos seguiam. Acho que toda criança em algum momento, ao contemplar a noite, tem essa impressão: eu ando, as estrelas vêm junto, me seguem por toda parte.

Demora até a gente entender que somos só uma faísca pequenininha nesse universo infinito. Até lá, temos vontade de andar na lua, alçar cometas, seguir estrelas. “Como pegar uma estrela”, do irlandês Oliver Jeffers, retrata esse sonho — o de ter uma estrela só pra si. O menino queria uma estrela pra ser sua amiga, passear com ela, brincarem juntos. Mas a estrela está tão longe, nenhuma árvore é alta o suficiente pra que ele a use de escada, ninguém pode chegar até ela. E quando ele está quase desistindo, lá está a estrelinha, flutuando na água, a estrela mais linda que ele já tinha visto. Será que finalmente ele conseguirá pegá-la?

Leia mais  Crianças aprendem como se faz um jornal

“Como pegar uma estrela” é o primeiro livro de Oliver Jeffers, que desde menino inventa histórias, e é editado pelo selo Salamandra.

Vanessa Marconato Negrão é professora e apaixonada por literatura infantil

Comentários

CLASSICRUZEIRO