Casa e Acabamento

Urban jungle, o verde da floresta dentro de casa

Estilo de decoração traz sensação de bem-estar e tem tudo a ver com a preservação do meio ambiente
Urban jungle, o verde da floresta dentro de casa
Folhagens médias e grandes reproduzem cenários naturais dentro e fora da residência, em canteiros ou em vasos. Crédito da foto: Divulgação

Se traduzirmos ao pé da letra, urban jungle significa “floresta urbana”. A tendência de decoração ganha adeptos no Brasil e em outros países e tem tudo a ver com a proposta de preservação do meio ambiente, levando folhagens, flores e plantas em geral para dentro de casa. O verde tenta trazer um equilíbrio entre o concreto e a poluição visual das grandes cidades e a natureza, ainda que em menor proporção.

Paisagistas e decoradores adeptos dessa tendência citam uma série de vantagens: conforto emocional, purifica o ar, melhora o microclima local, além de acalmar e trazer uma sensação de bem-estar.

A equipe do blog da Telhanorte sugere passos iniciais simples como a criação de um jardim vertical ou a distribuição de (muitos) vasos nos ambientes. No entanto, é preciso que tudo esteja em harmonia, assim como é importante saber escolher as folhagens, vasos, suportes, para que não destoem da decoração do restante da casa. As plantas também podem ir para varandas, quintais e outras áreas externas.

Leia mais  Por que é importante manter as calhas limpas, principalmente no verão?
Urban jungle, o verde da floresta dentro de casa
Diversidade: não é preciso seguir padrões tanto nas plantas quanto nos vasos. Crédito da foto: Divulgação

O banheiro, por exemplo, é um bom local para plantas por ser úmido e arejado. Assim, a planta não vai sentir tanto a diferença de temperatura durante o dia. Outra parte da casa normalmente deixada de lado quando se pensa em vegetação é a cozinha. Por ser mais quente, devido ao fogão, as plantas devem ficar um pouco mais afastadas. Elas podem ocupar o lado oposto, ou ainda serem colocados junto à mesa de refeições. Nada melhor que tomar o café da manhã com a sensação de estar em meio à natureza.

A ventilação e a luz natural dever ter atenção especial. Como a água, são necessidades básicas dos vegetais. Mais ou menos desses três elementos influenciam diretamente no desenvolvimento da planta.

Cada cômodo da casa deve receber uma planta adequada. Para os ambientes internos, é fundamental optar por aquelas que se desenvolvam bem em áreas fechadas. Nas varandas, jardins e corredores laterais não há essa preocupação. Antes de adquirir uma planta é preciso saber onde será colocada.

Alguns exemplos de plantas para ambientes internos são cactos, suculentas, peperômia, espada-de-são-jorge, samambaia e costela-de-adão. Se a rotina dos moradores for muito corrida, sem tempo para cuidar das plantas, o melhor é optar pelas mais resistentes, como os cactos.

Leia mais  Da decoração ao design, 10 boas apostas
Urban jungle, o verde da floresta dentro de casa
Espada-de-são-jorge, normalmente vista em jardins, pode ir para ambientes internos. Crédito da foto: Divulgação

No entanto, quem busca o Urban Jungle deve se preparar para dedicar pelo menos um pouco de atenção, afinal ter muitas folhas verdes ao redor é a melhor tradução de sua “selva particular”. As flores completam a decoração, mas o conceito é melhor aplicado quando se dá preferência às folhas verdes, especialmente médias e grandes.

Você também pode complementar a decoração com outros itens que remetam à natureza, além das plantas, sugere a equipe do blog da Telhanorte: pintar as paredes com diferentes tonalidades de verde; utilizar móveis de materiais naturais, como madeira, bambu e palha; e usar almofadas, quadros, ilustrações e outros elementos com a mesma temática.

Assim como uma floresta de verdade, no estilo Urban Jungle a ideia é misturar estilos. Por exemplo, ao invés de todos os vasos iguais, por que não mesclar cores, tamanhos e formatos? (Da Redação)

Comentários