Casa e Acabamento

Pau para toda obra

Fácil de trabalhar, a madeira permite soluções diferenciadas para esconder paredes, embutir eletrodomésticos e dividir ambientes
Pau para toda obra
A madeira não precisa ser apenas um item decorativo, pode ocupar toda a parede principal, camuflando as portas de entrada, o lavabo e o escritório. Crédito da foto: Rafael Renzo / Doob Arquitetura

Revestimentos e painéis de madeira são elementos vistos com destaque cada vez maior no interior das residências. Tradicionais em pisos, móveis e portas, o material também vai bem nas paredes de quartos, salas e até cozinhas. A madeira pode ser instalada em uma ou mais paredes de um ambiente e até mesmo formar painéis e divisórias.

As arquitetas Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano, da Doob Arquitetura, ensinam como investir nessa tendência. A madeira é um material “curinga e fácil de trabalhar”, segundo elas, e é possível criar soluções diferenciadas para esconder paredes, embutir eletrodomésticos e dividir ambientes.

O primeiro passo é definir a superfície que vai receber o painel de madeira, para determinar se a execução será de MDF, laminado melamínico ou lâmina natural. A definição leva em conta o material indicado para cada tipo de aplicação.

Leia mais  Em tempos de pandemia, como limpar estofados com eficiência?
Pau para toda obra
É possível utilizar a madeira em diferentes estilos decorativos, que vão desde o clássico até o ambiente mais moderno. Crédito da foto: Rafael Renzo / Doob Arquitetura

“Em ambientes secos, como quartos e salas, utilizamos a lâmina natural de madeira, que proporciona emendas imperceptíveis e a sensação de uniformidade, por não destacar as quebras. Como a impressão do material sintético (MDF amadeirado) já vem de fábrica, fica mais difícil manter a continuidade entre as madeiras, deixando a emenda aparente”, diz a arquiteta Daniele.

O não aparecimento das emendas está diretamente relacionado à forma de instalação dos painéis. O processo mais utilizado é o sistema “mão de amigo”. “Para não deixar nenhum parafuso aparente, os profissionais trabalham com o sistema de encaixe macho e fêmea”, explica Beatriz.

Nos ambientes molhados, como a cozinha, o recomendado é a versão sintética, principalmente no encontro com o frontão da pia. Nesses casos, o melamínico ou o MDF facilita a limpeza com um pano úmido.

Pau para toda obra
A definição se será usado MDF, laminado melamínico ou lâmina natural leva em conta o ambiente e a superfície que receberá a aplicação. Crédito da foto: Rafael Renzo / Doob Arquitetura

É possível utilizar a madeira em diferentes estilos decorativos, que vão desde o clássico até o ambiente mais moderno. A composição do restante do projeto é o que vai ditar, como a mistura entre madeira e concreto. “Por trazer a sensação de aconchego e aquecer o ambiente, o elemento quebra o tom frio e cinza do concreto”, sugere Daniele.

Leia mais  Conforto e espaço com uma nova cara

A madeira transforma o dormitório em um verdadeiro refúgio. Em um dos projetos da Doob Arquitetura, a metragem reduzida determinou a escolha do modelo de cabeceira invertida. A peça foi produzida em lâmina de madeira de freijó e é um recurso para poupar centímetros preciosos na circulação do quarto. A madeira avermelhada criou um contraponto ao aspecto frio da parede com acabamento de concreto.

A integração entre ambientes na área social confere maior circulação e interação entre os moradores em diferentes cômodos. Em outro projeto, as arquitetas Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano escolheram o painel de MDF revestido em folha de carvalho americano e que esconde diferentes funções. Em frente ao sofá, o painel camufla a porta do lavabo.

Pau para toda obra
A madeira transforma o dormitório em um verdadeiro refúgio. Crédito da foto: Rafael Renzo / Doob Arquitetura

A madeira não precisa ser apenas um item decorativo. Pode ocupar toda a parede principal, camuflando as portas de entrada, o lavabo e o escritório. No projeto de um living integrado, as arquitetas usaram o laminado natural de madeira carvalho rosa, que camufla as portas de entrada, o lavabo e o escritório, que fica isolado por uma porta de correr. Quando fechada, cria um amplo painel dando unidade visual ao ambiente.

Comentários