Casa e Acabamento

Jardim Botânico de NY homenageia Roberto Burle Marx

Aberta ao público até setembro, a mostra é a primeira a combinar exuberantes jardins em tributo aos projetos do paisagista



Jardim Botânico de NY homenageia Roberto Burle Marx
A preparação da exposição exigiu pesquisas e muito tempo. Crédito da foto: Cortesia de Livia Comandini / Getty Images

O Jardim Botânico de Nova Iorque (New York Botanical Garden – NYBG) inaugurou no último dia 8 de junho uma grande exposição sobre a obra do paisagista, pesquisador e artista brasileiro Roberto Burle Marx. Aberta ao público até o dia 29 de setembro, a mostra é a primeira a combinar exuberantes jardins em tributo aos projetos do paisagista com uma galeria dedicada às suas pinturas, desenhos e tapeçarias, revelando as conexões entre sua prática artística e seu comprometimento com a conservação da natureza.

A exposição ocupa diferentes partes do NYBG, incluindo o Modernist Garden – projetado por Raymond Jungles, arquiteto paisagista de Miami e pupilo de Burle Marx – cujo desenho de piso é inspirado no calçadão de Copacabana, o Explorer’s Garden, onde foram alocadas plantas típicas da floresta tropical, o Water Garden, que recebeu palmeiras, bromélias e uma parede de samambaias, além de uma galeria que recebe a seção Art of the Sitio, apresentando aos visitantes o Sítio Roberto Burle Marx, propriedade no Rio de Janeiro adquirida pelo paisagista em 1949, onde cultivava diferentes espécies vegetais e recebia amigos, entre os quais Lúcio Costa, Rino Levi e Oscar Niemeyer.

Leia mais  Torneiras elétricas: calor para as mãos em dias de frio mais intenso

“Roberto Burle Marx (190994) foi uma força da natureza no Brasil – através de suas ousadas paisagens, arte vibrante e compromisso apaixonado pela conservação da vegetação”.

Jardim Botânico de NY homenageia Roberto Burle Marx
Burle Marx, em seu sítio, pintando um quadro. Crédito da foto: Cortesia de Claus Meyer / Tyba

O curador do evento, Edward Sullivan, deu sorte, pois a arte de Burle Marx também foi muito valorizada nos Estados Unidos e, assim, ele conseguiu obter obras de coleções privadas e de instituições localizadas nas cidades de Miami, Nova York, Princeton, Filadélfia e Chicago, sem precisar trazer peças do Brasil. Entre os grandes trabalhos que o paisagista brasileiro fez nos Estados Unidos estão o jardim Cascade Garden, em Kenneth Square, no estado da Pensilvânia, e o design da calçada do Biscayne Boulevard, em Miami. Muitas das obras exibidas em Nova York estão sendo pela primeira vez vistas pelo público em geral.

Sullivan acredita que a exposição será o evento mais importante deste verão nova-iorquino, pois o legado de Burle Marx é fundamental tanto para o mundo de hoje quanto para a preservação do mundo de amanhã. Desde que foi inaugurada, em 8 de junho, a exposição já recebeu dezenas de milhares de visitantes.

Leia mais  Equipamento usa choque elétrico para eliminar pragas
Jardim Botânico de NY homenageia Roberto Burle Marx
A vitalidade tropical das criações de Burle Marx foram recriadas na primavera/verão novaiorquina. Crédito da foto: Cortesia de NYBG

“O significado do seu trabalho e dessa exposição é muito oportuno. Burle Marx e tudo que ele fez nas suas pinturas, jardins e na arquitetura que ele criou para seu sítio no Rio dizia respeito à natureza. Ele estava sempre preocupado com o mundo natural, com o planeta e conservação. Em um momento de crise, com mudanças climáticas e todas coisas horríveis acontecendo no mundo como, por exemplo, no Brasil e nos EUA, onde os elementos naturais da terra estão sendo destruídos, acho que uma exposição sobre alguém tão preocupado com o planeta e sua saúde talvez seja a coisa mais importante que podemos fazer hoje”, diz o curador.

A exposição no NYBG explora a tríade arquitetura-paisagismo-pintura, campos que no trabalho de Burle Marx caminharam sempre juntos, borrando seus limites e se sobrepondo de modo a criar uma obra consistente e bastante abrangente.

Leia mais  Deixa a casa mais aconchegante nos dias frios com tapetes e cobertores
Jardim Botânico de NY homenageia Roberto Burle Marx
No Modernist Garden – projetado por Raymond Jungles, pupilo de Burle Marx – o desenho de piso é inspirado no calçadão de Copacabana. Crédito da foto: Cortesia de NYBG

Aqueles que não tiverem a oportunidade de visitar o Jardim Botânico de Nova Iorque e prestigiar uma das maiores exposições sobre Roberto Burle Marx já realizadas fora do Brasil, podem desfrutar de uma experiência virtual com o guia online disponibilizado pelo NYBG (https://experiences.nybg.org/burle-marx/entry?utm_medium=website&utm_source=archdaily.com.br). (Da Redação com archdaily.com.br)

Comentários

CLASSICRUZEIRO