Casa e Acabamento

Hábitos sustentáveis reduzem consumo de água

Chuvas abaixo da expectativa acendem um alerta para o nível dos reservatórios que abastecem as cidades
Hábitos sustentáveis reduzem consumo de água
Uso de materiais hidráulicos adequados também ajuda a economizar água na residência. Crédito da foto: Divulgação

O calor no Sudeste e a falta de chuvas em regiões do Centro-Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo característicos deste mês de fevereiro – conforme constatação do Climatempo – acendem um alerta para o nível dos reservatórios das hidrelétricas, não somente nestas regiões, mas em todo o país. Por isso, o racionamento de água é um assunto que deve estar permanentemente na pauta das discussões e na rotina da população, se quiser garantir a perpetuidade deste recurso natural tão precioso.

A economia de água está ao alcance de todos. Uma das formas de fazer isso é reformar os cômodos onde mais ocorre o consumo de água – banheiro e cozinha.

“O banheiro é o local onde mais se consome água em razão do chuveiro, vaso sanitário e torneira. Nesse sentido, vale lançar mão de materiais e acessórios que colaborem para a sustentabilidade do ambiente”, afirma Alexandre Arruk, gerente de Negócios da C&C.

Uma boa dica é investir em modelos de vasos sanitários que contam com a caixa acoplada. “O consumo de água é ao menos 2/3 menor se comparado com os tradicionais (com válvula de parede), que por sua vez consomem aproximadamente 25% da água total de uma residência”, complementa. Outro fator que influencia no consumo são as descargas. As melhores opções são sempre as que possuem acionamento duplo, por meio da qual oferece duas possibilidades de uso – três ou seis litros, cada uma ideal para o tipo de resíduo eliminado.

Torneiras com temporizador que liberam o fluxo da água apenas quando o sensor de movimento é detectado e modelos que funcionam por meio do mecanismo de pressão podem impactar nesse racionamento, assim como a redução do tempo no banho. Uma dica é desligar o chuveiro enquanto ensaboa o corpo. Uma alternativa também é aderir aos reguladores de vazão, que permitem uma compensação na pressão da água, impedindo um fluxo maior do que o pré-estabelecido.

Leia mais  Como garantir o isolamento acústico no home oficce

A cozinha é outra área que requer atenção. Este é o segundo local com maior demanda de água devido à lavagem das louças, higienização de frutas e legumes e produção das refeições.

Novamente, a escolha das torneiras é fundamental para uma atitude sustentável. “Com os modelos temporizadores o fluxo será contínuo enquanto se estiver utilizando o acessório, e os arejadores de torneira, peças capazes de misturar ar e água, a fim de diminuir o fluxo desta sem tirar a sensação de volume e pressão no jato liberado”, diz o gestor.

Ao lavar os alimentos, é importante se atentar à água que é liberada ou, então, optar por colocá-los no molho em água sanitária ou cloro. Além disso, vale evitar descongelar alimentos em água corrente e estar sempre vigilante ao aparecimento de eventuais vazamentos.

Olhar atento

Hábitos sustentáveis reduzem consumo de água
Reservatórios de água são fundamentais para o funcionamento das cidades em todo o mundo. Crédito da foto: Vinícius Fonseca / Arquivo JCS (14/12/2020)

Racionamento de água envolve todas as atividades que englobam a casa. Durante o dia, executam-se várias funções que demandam o uso deste recurso, portanto é primordial que as atenções sejam voltadas para todo o lar.

Leia mais  Como montar uma varanda gourmet incrível, prática e funcional

A economia pode ser ampliada com a instalação de uma cisterna, cujo sistema pode ajudar a racionar a água em várias tarefas do dia a dia, como regar as plantas, lavar o carro e calçadas e manter os jardins, aproveitando a água das chuvas que foi capturada e armazenada pela cisterna.

Outro mecanismo que ajudará no abastecimento são as caixas d’água. Normalmente, cada pessoa consome 150 litros de água por dia, e a caixa d’água precisa abastecer o suficiente para pelo menos 48h, ou seja, se quatro pessoas moram na casa, o reservatório ideal deve suportar 1200 litros. Isso permite, ainda, a garantia de uma reserva suficiente para enfrentar dias de racionamento, além de ocasiões esporádicas, como uma visita dos familiares em casa por alguns dias – afinal, o consumo sofrerá um aumento dependendo do número de pessoas. (Fonte: C&C)

Comentários